Policiais que salvaram bebê são homenageados

Publicidade
A cúpula da Polícia Militar do Maranhão se reuniu na manhã desta segunda-feira (19) no Comando Geral da corporação para homenagear dois policiais que salvaram bebê no domingo (17), em São Luís.

Herbert de Jesus Silva Barros e Danilo Pestana Pinheiro ganharam, cada um, a medalha de mérito operacional, concedida em ações policiais com risco de morte que resultam em benefícios à sociedade.

“Esse tipo de ocorrência transcende a nossa rotina de combate ao crime”, diz o comandante da Polícia Militar, coronel Frederico Pereira. Ele cita situações semelhantes. “Já fizemos parto, já salvamos crianças engasgadas, recentemente policiais do interior do estado salvaram um cidadão do suicídio”.

“A Polícia Militar não faz só policiamento. Nós fazemos ações humanitárias”, completa Pereira. “São ações que envolvem sentimento, amor ao próximo, e isso não tem preço. Não poderíamos deixar passar em branco essa homenagem”, frisa.

Policiais que salvaram bebê

Os agentes policiais que salvaram bebê integram a PM há dois anos. Fazem parte da segunda convocação de concursados da polícia promovida pelo governo Flávio Dino, em 2016. São membros do Batalhão Tiradentes, também criado pela atual gestão.

Publicamos:
#AGRITEC: A FORÇA DA AGRICULTURA FAMILIAR
#MARIELLE FRANCO: COMEÇOU A GERRA CONTRA A REPUTAÇÃO
#PIB DO MARANHÃO CHEGA A 10% EM 2017


“Os dois policiais que salvaram bebê são recém-ingressos na corporação, mas já incorporaram o espírito de salvar vidas, mesmo com sacrifício da sua própria vida”, diz o comandante do Batalhão Tiradentes, tenente coronel Raimundo Andrade de Aguiar.

“São filhos do governo Flávio Dino, porque ingressaram na segunda convocação de concurso da polícia na gestão”, contextualiza o tenente coronel Andrade. “O policial é reconhecido como alguém que só serve para prender bandido. Mas além de combater a criminalidade, a gente presta apoio à comunidade”, acrescenta.

Dever cumprido

“Para nós que exercemos a função de policial militar, uma profissão muito árdua, muitas vezes criticada pela sociedade, é gratificante ser reconhecido pela nossa corporação pelo ato que fizemos”, declara Herbert de Jesus Silva sobre a homenagem.

O outro policial homenageado, Danilo Pestana Pinheiro, diz que se sente “orgulhoso, primeiramente, em fazer parte dessa corporação e com o sentimento ‘lá em cima’ de dever cumprido, saber que eu fiz o meu trabalho e que foi bem feito”.

Ação policial

Os policiais que salvaram bebê voltavam da praia quando foram parados por populares na Ponte José Sarney, por volta das 13h30 do domingo. Um bebê havia sido jogado pela mãe e caído na lama embaixo da ponte, durante a vazante do rio Anil.

Os soldados desceram a escadaria da ponte e resgataram a criança do lamaçal com vida. Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Emergência (SAMU) foi ao local para os primeiros socorros.

O bebê foi encaminhado ao Hospital Djalma Marques – Socorrão I. A mãe, Karla Regina Mendes Pereira, de 23 anos, foi presa em flagrante e conduzida para o 1° Distrito Policial da Capital, no Centro de São Luís.

Carolina Mello
Advertisemen