@FlavioDino: coerência com #LulaPeloBrasil

Publicidade
Tem político que muda de opinião conforme a sua conveniência. Outros, preferem a coerência, mesmo quando custa os olhos da cara.

Exigente, a cada dia o eleitorado cobra mais dos políticos e derrota, nas urnas, os camaleões.

Em 2014, os Sarney faziam festa ao lado de Lula. Relembre:

Em maio:
“O presidente Lula é um grande amigo. Sua visita a Marly é um gesto nobre de solidariedade, que comove a mim e à minha família”, declarou o ex-presidente José Sarney. (Gilberto Léda)

Em junho:
Se no cenário padrão a diferença percentual entre o comunista e o senador Edison Lobão Filho, pré-candidato do PMDB, já é pequena – considerada ameaçadora pelos oposicionistas -, quando o eleitor é confrontado com os apoios de cada um dos concorrentes em nível nacional o jogo aparece ainda mais acirrado. (Gilberto Léda)

Em 2016, os Sarney apoiaram o impeachment da presidenta Dilma, o deputado federal Sarney Filho assumiu o ministério do Meio Ambiente do governo Temer. Então, a nota mudou no mesmo instrumento.

31 agosto, 2017:
PEDRINHAS, NÃO! Lula terá palanque em frente ao Palácio dos Leões.
Nas redes sociais a vinda do ex-presidente à capital maranhense ganhou destaque depois de o secretário de Estado de Esportes e Lazer do Maranhão, Márcio Jardim (PT), perguntar a seus seguidores onde eles pefeririam que fosse realizado o comício.

Grande parte escolheu Pedrinhas (reveja).

A sugestão, é claro, não foi acatada…
(Gilberto Léda)

Mesmo sem receber apoio do ex-presidente Lula, Flávio Dino votou e pediu votos para Dilma em 2010 e 2014, nos dois turnos. E ainda foi o mais destacado governador em defesa da manutenção do estado de direito, contrário ao golpe legislativo que afastou a presidenta reeleita no ano passado.

Direto da Aldeia recomenda:
Vídeos: Caravana Lula pelo Brasil

Esta coerência agrada o eleitorado, mas tem efeito colateral nos adversários: eles ficam tontos, muito tontos!

(Corrigido às 9h40min) A pouco mais de um ano da disputa para o governo do Estado, sequer o clã Sarney definiu qual o nome do PMDB para enfrentar o governador. Sequer ensaiaram alguma pré-candidatura.

E que nem Raul, o Seixas, agora querem dizer, o oposto do que eles disseram antes!

Frederico Luiz com foto de Ricardo Stuckert
Publicidade