Reginaldo Telles: morre fundador do PDT

Publicidade
Quando fui convidado por Bebeto Telles para a TV CRC, em Imperatriz-MA, afiliada Band em Imperatriz-MA, ainda em 2006, um dos meus primeiros pedidos foi conhecer o seu pai: Reginaldo Teles.

O filho até achou meio curioso, pude perceber por sua expressão facial. Reginaldo Teles e Neiva Moreira, ainda vivos naquele ano, eram os dois ícones da esquerda maranhense com a profissão de comunicador social. A luta de ambos pela democracia no Maranhão era anterior a até mesmo a de Jackson Lago ou Abdelaziz Santos.

Direto da Aldeia publicou:
Reginaldo Telles lança ‘Encontro Necessário’

E, naquele ano, finalmente, pude conhecer o fundador do PDTelles. Era assim que a legenda era conhecido por aqui, no fim da década de 1970 quando foi fundado por Brizola, Neiva Moreira e Reginaldo Teles, entre outros líderes históricos do trabalhismo.

Reginaldo Telles foi um dos poucos que conseguiu recrutar a família para luta partidária. Maria Lúcia Telles, a incansável companheira, foi secretária do PDT do Maranhão por longevos anos. Seus filhos também seguiram na agremiação e seus netos estão sempre na esquerda, como é o caso de Davi Telles, atual secretário de Ciência e Tecnologia do governo do Maranhão.

O legado de Reginaldo Telles fica para a eternidade. Sua coragem em desafiar as injustiças sociais. Um Encontro Necessário das novas gerações com a transformação do Maranhão. No linque acima, fotos de Felipe Klamt e texto de Jorge vieira do livro lançado em 2013. Dois anos antes, ele recebeu o prêmio José Mochel, relembre aqui.

Frederico Luiz
Advertisemen