Xadrez da grande vitória de Edivaldo

Publicidade
A partir dos números da Justiça Eleitoral pode-se afirmar que o prefeito Edivaldo (PDT) de São Luís-MA foi o grande vencedor do primeiro turno. Ele ganhou com sobras em todas as zinas eleitorais da cidade.
Edivaldo Holanda e Júlio Pinheiro, quase 50% no 1º turno. Foto: A. Baeta
Somente haverá segundo turno na capital maranhense porque na primeira zona eleitoral a diferença para o segundo colocado, Eduardo Braide (PMN), foi, apenas, 11,8%. Nas demais, bateu a casa dos 20% e chegou a quase 30% na 89ª, 90ª e 91º.

Direto da Aldeia Global publicou da série:
Xadrez da grande derrota do PT
Xadrez da grande vitória do PCdoB
Xadrez da grande derrota do PSDB

Faltou somente 4,34% e mais um voto para a vitória no turno inicial. Nada mal para quem era segundo colocado na versão espontânea, no ano passado.

Edivaldo foi o único que obteve crescimento contínuo desde o começo da campanha eleitoral. Braide somente despontou na última semana, o deputado estadual era somente o quarto colocado há 15 dias e foi beneficiado pelo último debate onde o então vice-líder da corrida sucessória, Wellington do Curso, seu colega de Assembleia, teve um desempenho pífio.

Rodízio

Mesmo Wellington do Curso começou a campanha em terceiro. No rodízio da oposição, quem despontava em agosto era a deputada federal do PPS, Eliziane Gama.

Braide cresceu em faixas diferentes

Braide foi terceiro colocado na 2ª zona e na 90ª onde teve seu pior desempenho, suou para passar a casa dos 10%.

Novo vice

O prefeito arranca para o segundo turno, agora com o sindicalista Júlio França, do PCdoB, líder dos educadores e presidente do Sinproesemma, na sua chapa. Em 2012, o seu companheiro foi Roberto Rocha (PSB) que após se tornar senador em 2014, abandonou a sustentação do pedetista e apoiou o terceiro colocado, Wellington do Curso.

Publicidade