Atlético-MG vence e conquista Flórida Cup nos EUA

Publicidade

A primeira mostra do Corinthians versão 2016 não acabou com o resultado esperado pelos torcedores, mas a atuação foi melhor do que muita gente esperava. Após a perda de importantes titulares, criou-se a dúvida de que time veríamos em campo neste domingo e apesar da derrota por 1 a 0 para o Atlético Mineiro, em Boca Raton, nos Estados Unidos, pela Florida Cup, os comandados do técnico Tite mostraram que podem manter o organizado esquema tático do ano passado.

E com a vitória sobre o Corinthians e o empate entre Fluminense e Shakhtar Donetsk por 1 a 1, em Orlando, o Atlético conseguiu garantir o título da competição com seis pontos, embora o torneio ainda tenha mais dois jogos nesta quarta-feira.

Em relação ao Corinthians, a falta de entrosamento, principalmente do meio para frente, pesou em alguns momentos, ainda mais porque o adversário era um Atlético que teve como única mudança: a chegada do técnico uruguaio Diego Aguirre. Dentro de campo, o time era o mesmo dos tempos de Levir Culpi.

Sem Ralf, Jadson, Renato Augusto e Vagner Love, negociados, Tite armou o time com Malcom caindo pela direita, Romero na esquerda e Danilo centralizado, enquanto que Rodriguinho aparecia no meio para criar as jogadas.

Taticamente, pouca mudança no lado corintiano. O problema é que a diferença técnica entre Jadson para Rodriguinho é abissal e isso ficou evidente em determinados momentos. O Atlético se aproveitou e foi quem saiu mais para o jogo.

Futebol Interior
Publicidade