Acossada pela justiça, Econométrica reconhece crescimento de @FlavioDino

Publicidade
Redação

Somente o Ibope destoa dos demais Institutos de pesquisas quando o assunto é a aferição da corrida eleitoral do Maranhão. Nem mesmo a Econométrica, consegue esconder o óbvio, o crescimento ainda mais de Flávio Dino a partir do horário eleitoral gratuito.

Acossada por ações judiciais, a Econométrica teve de fazer as pesquisas como manda o figurino, mas agora a divulgação de forma alguma interessa ao clã Sarney que domina a política local há longos meio século. Relembre o caso aqui.

Ainda sobre as pesquisas da Ecométrica diante do aperto judicial, João Estrada Branco publicou Um Conto de Réis, aqui.

A Aldeia reproduz publicação de Clodoaldo Corrêa.

Flávio Dino aumenta diferença na terceira pesquisa Econométrica


O Blog (Clodoaldo Corrêa) teve acesso com exclusividade aos números da terceira pesquisa Econométrica para o governo do estado. O levantamento deveria ter sido divulgado desde o dia 1º de setembro, mas acabou sendo engavetado porque os números não eram satisfatórios ao grupo Sarney, que censurou a divulgação. O motivo: o candidato Flávio Dino (PCdoB) aumentou a diferença em relação à pesquisa anterior do instituto. No novo levantamento da Econométrica, a diferença entre Flávio e Edinho é de 26,8%.

Pesquisa Econométrica

Na pesquisa estimulada, Flávio Dino lidera com 53,9%. O candidato Edinho Lobão (PMDB) possui 27,1%. Zé Luís Lago (PPL) e Josivaldo Corrêa (PCB) aparecem empatados na terceira colocação com 1,3%. Saulo Arcangeli está com 0,9% e Antônio Pedrosa (PSOL) aparece com 0,8%. Brancos e nulos somam 4%. Não sabem ou não responderam são 10,7%.

Na espontânea, quando não são apresentados os nomes dos candidatos ao eleitor, Flávio tem 40,8%. Edinho Lobão 18,6%. Os demais candidatos foram lembrados por menos de 1% dos entrevistados.

A pesquisa apresentada a seguir foi realizada entre os dias 21 a 25 de Agosto de 2014 e está registrada no TRE sob o protocolo MA-00039/2014 desde 27 de agosto. Foram realizadas 1.198 entrevistas e a margem de erro é de três pontos percentuais. O intervalo de confiança é de 95%.

Rejeição

O candidato Edinho Lobão continua sendo o mais rejeitado com ampla vantagem. 40,2% dos entrevistados disseram não votar no peemedebista de jeito nenhum. Pedrosa é rejeitado por 17,1%. Saulo Arcangeli por 16,9% e Flávio Dino por 16,8%. Professor Josivaldo é rejeitado por 15,6% e Zé Luís por 14,2%. Outros 6,5% rejeitam todos e 17,7% não sabem ou não responderam.

Comparação

Os dois primeiros levantamentos da Econométrica foram contratados e divulgados pelo jornal O Imparcial. No novo levantamento, registrado pelo próprio instituto, Flávio Dino subiu 3,3% (acima da margem de erro). Já Edinho Lobão, caiu 3,9% (variando também acima da margem de erro).

Veja a comparação:

Publicidade

Publicidade