Desaprovação de Temer chega a 77%

Publicidade
Dados da pesquisa Pulso Brasil, monitoramento mensal de opinião pública feito pela Ipsos, mostram que 77% dos brasileiros desaprovam a forma como o presidente Michel Temer vem atuando no país, ante 72% em novembro e 59% em outubro.

A Ipsos também mediu a “Avaliação da Gestão do Governo Federal” e houve piora no índice, que saltou de 52% em novembro para 62% em dezembro. A pesquisa foi realizada de 30 de novembro a 12 de dezembro, com 1.200 entrevistas presenciais em 72 cidades brasileiras. A margem de erro é de três pontos percentuais.

“O aumento da desaprovação a Temer é fruto da combinação da falta de perspectivas concretas de melhora da economia mas, principalmente, da deterioração da imagem de seu governo causada pelas delações das investigações da Lava Jato que vêm atingido figuras importantes desse governo”, afirma Danilo Cersosimo, diretor da Ipsos Public Affairs, responsável pelo Pulso Brasil.

A pesquisa também mediu a aprovação do presidente do Senado, Renan Calheiros. O político é avaliado negativamente por 79% dos brasileiros na pesquisa concluída em dezembro. No mês anterior, eram 62%.


Outra figura pública avaliada na pesquisa da Ipsos foi o juiz Sérgio Moro, que está a frente da Operação Lava Jato. Dois em cada três entrevistados apoiam Moro. O índice de aprovação em dezembro é 12 pontos percentuais acima do registrado em novembro, quando estava em 54%.

Jornal GGN e Ypsos

Nota do editor da Aldeia: No Maranhão, este índice chega a 86%, conforme apurou o Instituto Exata. Tarefa dura para o grupo da funcionária aposentada do senado, Roseana Sarney. Fazer oposição ao popular governador do Maranhão e ainda defender o governo federal.
Publicidade