Comércio fica aberto até às 19h

Publicidade

Papai Noel espera pelas crianças, no maior centro de compras da Região Tocantina

Para colaborar com o aumento das vendas nas lojas do comércio local, acordo firmado entre os sindicatos dos patrões e dos empregados vai fazer as lojas funcionarem nesta sábado (24), véspera de Natal, até as 19h, com muitas novidades e, obviamente, promoções especiais.

As expectativas dos lojistas são animadoras, pois a movimentação nos estabelecimentos comerciais da cidade aumentou consideravelmente ao longo dos últimos dias.

Nas próximas horas, em virtude da aproximação da chegada do Natal, a tendência é de elevação nas vendas, principalmente em razão de os consumidores retardatários irem às compras momentos antes de o comércio fechar as portas.

Marcone Marques: Sem dúvida, um dos melhores natais de Imperatriz. Foto: Raimundo Primeiro

“O comércio de Imperatriz sempre reage diferente, venha fazer suas compras e constatar o que estamos anunciando, muitas promoções e produtos de qualidade”, garante o presidente da Associação dos Lojistas do Calçadão (ALC), Manoel Marcone Marques.

O presidente da ALC adianta, a propósito, que Imperatriz já registra um dos melhores períodos natalinos no que diz respeito ao aumento das vendas no comércio da cidade. “Com certeza, o Natal de 2016 já superou as nossas expectativas, também estamos esperando um grande fluxo de pessoas neste sábado”, reforça.

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Francisco da Silva Almeida, Chico Brasil, lembra que o comércio de Imperatriz se preparou para atender os consumidores de “última hora”.

14,6 milhões de consumidores devem fazer compras de última hora neste Natal, estima SPC Brasil e CNDL

O Natal se aproxima e alguns consumidores brasileiros não perdem o velho hábito de deixar tudo para a última hora. A partir de uma pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) estima-se que 14,6 milhões de pessoas pretendem comprar os presentes apenas uma semana antes do Natal, o que corresponde a 13,2% de consumidores que têm a intenção de presentear alguém neste fim de ano.

Entre os que deixaram para a última hora, a principal justificativa é a espera por promoções com o objetivo de economizar (39,2%), 16,8% afirmam que só vão receber salários e pagamentos próximo ao Natal e 12,6% porque estão esperando a segunda parcela do 13º. Outros 10,0% revelam que o motivo é a preguiça de fazer compras, deixando para comprar no limite da data comemorativa.

Consumidores brasileiros devem gastar em média R$ 168 nas comemorações de Natal, mostra SPC Brasil

Além da lista de presentes para familiares e amigos, os brasileiros devem tomar cuidado para não extrapolar com os gastos com as comemorações de Natal nesse fim de ano. Uma pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) mostra que oito em cada dez pessoas pretendem participar de confraternizações este ano (82,3%) e os consumidores devem gastar em média R$ 167,90 com a ceia e/ou almoço de confraternização – valor que aumenta para R$ 196,15 entre os homens. Mais da metade dos entrevistados, porém, (53,4%) ainda não sabe quanto pretende gastar.

A grande maioria (82,3%) afirma que irá participar de comemorações entre amigos e/ou familiares, sendo que serão feitas predominantemente em casa (35,3%), mas também nas casas de parentes (21,6%), na casa dos pais (18,0%) e na casa de amigos (7,4%). Com relação a gastos complementares às confraternizações, 63,9% pretendem comprar roupas, sapatos ou acessórios novos para celebrar o Natal sendo o gasto médio de R$ 230,74 com estes itens – com valores maiores observados entre os homens (R$ 263,11). Outra pesquisa do SPC Brasil identificou, entretanto, que 38,9% dos entrevistados consideram-se animados para o Natal, mas 24,7% não farão compras.

Raimundo Primeiro
Publicidade >