Waleska: morre Rainha da Fossa

Publicidade
Morreu, no fim da tarde desta sexta-feira (14), a cantora e compositora capixaba Waleska, conhecida como "Rainha da fossa". Ela tinha 75 anos e perdeu a luta contra um câncer no pâncreas, descoberto há três anos. Segundo informações do jornal “O Globo”, seu último show ocorreu em março deste ano, no Little Club, no Beco das Garrafas, em Copacabana. Ela deixa dois filhos.
O último show de Walesca foi em março deste ano. Rainha era dona de um 'vozeirão'.
O último show de Walesca foi em março deste ano. Rainha era dona de um 'vozeirão'. Foto: Reprodução, DP
Waleska já cantou com artistas como Tom Jobim, Ary Barroso, Cartola e foi considerada um dos ícones da década de 1970. Ela adotou o nome artístico Maria Waleska ainda na década de 1960. Sua carreira foi iniciada na rádio Inconfidência e na TV Itacolomy, em Belo Horizonte, se apresentando com artistas como Clara Nunes e Milton Nascimento. Ao todo, gravou 20 álbuns. O apelido de "Rainha da fossa" foi dado por Vinicius de Moraes. Em 1960, ela lançou seu primeiro disco pela Vogue Discos. Nos anos 1980 e 1990, fez turnês pela Itália, Portugal e pelos Estados Unidos.

Direto da Aldeia Global NET publicou há 5 anos, em 15 de outubro de 2011
Orlando Silva rebate acusações de Veja
Rafael Suzuki do MA é campeão da Copa Brasil de Kart
Formação de Líderes em Imperatriz
Manifestantes anti-Wall Street protestam contra bancos
Hoje é dia de Santa Tereza D'Ávila

Em 1966, Waleska fundou o Pub Bar (Pontifícia Universidade dos Boêmios), no bairro do Leme. Frequentadora do circuito das boates cariocas, fundou, na década de 1970, a boate Fossa, em outro bairro da Zona Sul do Rio de Janeiro, Copacabana. A casa ficou conhecida pelos seus frequentadores ilustres, como o ex-presidente Juscelino Kubitschek e o jornalista Carlos Lacerda.

Diário de Pernambuco

Publicidade

Publicidade