Forte de Santo Antônio é revitalizado

Publicidade
O Forte de Santo Antônio, localizado na área do Espigão, na Ponta d’Areia, em São Luís, será todo revitalizado e vai se transformar em um centro cultural, histórico e turístico. Projeto do Governo do Estado prevê ao espaço a construção de um memorial sobre a história do Forte e um museu para expor as embarcações tradicionais maranhenses. Na década de 1990, o prédio abrigou o Grupamento de Busca e Salvamento do Corpo de Bombeiros, mas, atualmente, está desocupado.
Após a conclusão da obra, este será o novo Forte de Santo Antônio
Após a conclusão da obra, este será o novo Forte de Santo Antônio. Imagem: WhatsApp
A recuperação do Forte vai resgatar a riqueza cultural e histórica da arquitetura militar do estado e se potencializar como ponto de turismo. O prédio foi construído no século XVII e é exemplar único da arquitetura militar em São Luís. A reforma do espaço, que é tombado como patrimônio histórico nacional, já obteve a aprovação do Instituto do Patrimônio Histórico e Artistíco do Maranhão (Iphan-MA).

O Forte de Santo Antônio vem de um longo período de abandono, lembrou o governador Flávio Dino, ao destacar a importância do projeto. “Esse é um grande investimento do nosso Governo, pois acreditamos na economia do Turismo como um dos vetores de desenvolvimento do Maranhão e para isso, investimos nos atrativos fundamentais”, destacou o governador.

O governador ressaltou que intervenções no patrimônio histórico “refletem diretamente na economia e no turismo, tendo aí sua enorme significância”. Para a obra são investidos R$ 2,7 milhões e a previsão é de oito meses de serviços com conclusão no segundo semestre de 2017.

Flávio Dino citou alguns investimentos já feitos em áreas turísticas do Estado como a construção de estradas para acesso ao Lençóis Maranhenses, melhorias no Delta do Parnaíba, melhorias na Chapada das Mesas, recuperação de vias do Centro Histórico e no meio ambiente com destaque para as praias, parques e melhorias no sistema de saneamento. “Sabemos que o que mais alegra o turista é este conjunto arquitetônico fantástico e único que o Maranhão possui e reconhecido em nível nacional e internacional”, reiterou.

A reforma do integra o projeto de revitalização do Espigão da Ponta d’Areia, que vem sendo realizado pelo Governo do Estado e que beneficia quem trabalha e visita a localidade. Segundo o secretário de Estado de Cultura e Turismo (Sectur), Diego Galdino, “O projeto de revitalização vem desde os investimentos na área do Espigão com as programações históricas e culturais que têm movimentado o local”, explica Galdino.

Galdino citou os projetos Música no Espigão, realizado aos fins de tarde nos fins de semana, brindando o público com música popular brasileira, com destaque à produção local; e Memorial Bandeira Tribuzzi, que expõe a história de vida do poeta e jornalista maranhense: “São ações com foco na geração de trabalho, renda e do turismo para atrair quem vive e quem visita a cidade”.

Todas as etapas, desde elaboração do projeto até a conclusão, foram acompanhados permanentemente pelo Iphan. “Em relação a este projeto, ele está totalmente aprovado pelo órgão. O Governo do Maranhão está de parabéns por essa iniciativa de restaurar este forte que é um monumento muito importante para a história e preservação do patrimônio histórico do Maranhão”, enfatizou Maurício Itapary, superintendente do Ipahn-MA.

Muito significativa para quem tira o sustento familiar do trabalho no local, a reforma do Forte irá atingir diretamente pessoas como a artesã Nomélia de Jesus. Ela expõe as peças que fabrica junto com a filha e vê na obra a possibilidade de vender ainda mais. “Trabalho aqui há muito tmepo. É um lugar seguro, tem policiamento e atrai muitos turistas. Com o projeto de música nos fins de semana, ficou ainda mais movimentado. Esse espaço que o Governo vai criar vai fazer crescer a visitação e garantir que a gente tenha ainda mais renda. Muito boa iniciativa”, destacou a artesã.

Restauração
A obra de recuperação será realizada pela Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra) e inclui a construção de áreas de exposição, livraria, cafeteria e auditório. O espaço vai abrigar ainda um memorial sobre a história do Forte. A construção ocupa uma área circular, com duas edificações e uma muralha e tem preservada a construção inicial.

Dos 22 canhões que eram utilizados na defesa da cidade de São Luís contra invasores, 13 serão recolocados na que antes era a abertura no parapeito das muralhas por onde os defensores visavam o inimigo – chamadas de ameias. O projeto contempla ainda um estacionamento em frente ao Forte, calçadão e ciclovia. O centro será administrado pela Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Sectur).

Rafael Arrais e Sandra Viana, Agência de Notícias Maranhão

Imagens na lente de Handson Chagas

Governo inicia revitalização do Forte de Santo Antônio‏. Foto: Handson Chagas

Governo inicia revitalização do Forte de Santo Antônio‏. Foto: Handson Chagas

Governo inicia revitalização do Forte de Santo Antônio‏. Foto: Handson Chagas

Governo inicia revitalização do Forte de Santo Antônio‏. Foto: Handson Chagas

Governo inicia revitalização do Forte de Santo Antônio‏. Foto: Handson Chagas

Governo inicia revitalização do Forte de Santo Antônio‏. Foto: Handson Chagas

Governo inicia revitalização do Forte de Santo Antônio‏. Foto: Handson Chagas


Governo inicia revitalização do Forte de Santo Antônio‏. Foto: Handson Chagas

Governo inicia revitalização do Forte de Santo Antônio‏. Foto: Handson Chagas

Como vai ficar o novo forte

Após a conclusão da obra, este será o novo Forte de Santo Antônio

Após a conclusão da obra, este será o novo Forte de Santo Antônio

Após a conclusão da obra, este será o novo Forte de Santo Antônio


Publicidade

Publicidade