Sampaio empata com Vasco em Cariacica-RJ

Publicidade

Tricolor pressiona, tem gol legítimo anulado, e fica no 1x1


O Sampaio mostrou força contra o Vasco, jogou de igual pra igual, criou chances, teve gol anulado, e, por pouco, não sai vitorioso do duelo em Cariacica. O resultado de 1×1 deixou uma sensação ruim para os bolivianos, mas mostrou que a equipe tem forças para reagir na competição.

O Vasco tentou impor as ações da partida logo no início, mas não encontrava espaço para trabalhar a bola. O Sampaio fechava bem a defesa e buscava Pimentinha para contra atacar, sempre pela direita.

O Sampaio se defendia com eficiência, tentando manter o equilíbrio da partida, até a arbitragem assinalar uma penalidade contra o Tricolor. Foi a senha para a equipe carioca abrir o placar.

Sampaio empata com Vasco em Cariacica-RJ
Sampaio pressionou até o fim pela vitória. Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br
Mesmo em desvantagem, o Sampaio não desmoronou. Aventurou-se para tentar igualar o marcador, mesmo correndo riscos, e quase empata, mas a trave cruzmaltina impediu que uma cabeçada de Elias fosse parar no fundo da rede.

O placar mínimo ficou estabelecido até o fim do primeiro tempo.

Mas o Sampaio não estava disposto a deixar barato, e voltou para a etapa final em ritmo acelerado. O empate não tardou a ocorrer. Enercino cobrou a falta e Héverton cabeceou com precisão para deixar tudo igual.

Não era o bastante. A Bolívia Querida queria a virada, e foi buscar. Pimentinha assumiu o protagonismo, partindo pra cima, criando chances, mas o detalhe final impedia o segundo gol boliviano, que se materializava cristalinamente.

E poderia ter saído, novamente com Héverton, de cabeça, mas a arbitragem tratou de agir e marcou uma falta sobrenatural do ataque Tricolor. Gol inacreditavelmente anulado.

Ficou por isso mesmo. O empate com sabor amargo ficou cravado no placar. Ao Sampaio, a certeza de que nada está perdido. Mostrou força.

Ficha Tricolor

Rodrigo Ramos, Eder Sciola, Luiz Otávio, Wagner Fogolari e Renan Luís (Héverton); Diogo Orlando, Tássio, Enercino e Rayllan; Pimentinha e Elias (Thiago Santos).
Publicidade