Vice-prefeita de Montes Altos: Eu não vou para as ruas

Publicidade

Eu não vou para as ruas


Prezados amigos de Montes Altos e Região, hoje é um dia de luta, mas acima de tudo de reflexões. Gostaria de posicionar-me e fazer algumas reflexões.

Entendemos a indignação do povo brasileiro, e também me incluo aqui, diante de tanta corrupção neste país ao longo de sua história. Mas temos que ter a sabedoria para observar, e se não conseguirmos, não avançaremos nesta discussão, que a corrupção, lamentavelmente, vem acompanhando todos os governos, por causa de uma estrutura corrompida da organização política, dos governos e da própria sociedade brasileira.
Kelly Rocha no lançamento do Água para Todos. Blog da Kelly Queiroz
Há muito, como todos os brasileiros que amam e se preocupam com este país, venho observando o desenrolar das ações da PF, MP e Justiça com preocupação, mas também com muita reflexão e análise das reais motivações para tanto destaque na rede Globo.

Não sei se Lula, Dilma e o PT são culpados, ou não, o que observo é há indícios que precisam ser apurados com muita cautela e responsabilidade, 'e de maneira imparcial', assim como as graves acusações que foram mostradas e pouco exploradas na mídia nacional contra Aécio Neves, FHC e o PSDB, bem como os presidentes da Câmara e do Senado, e ainda o PMDB e outros partido, pois todos devem responder pelos seus atos, indistintamente.

Agora acho que essas apurações e investigações devem ocorrer respeitando os princípios da presunção da inocência, do devido processo legal e da mais absoluta imparcialidade, sob pena de jogarmos no ralo as maiores conquistas deste país, a 'Democracia' e a 'Credibilidade das Instituições Brasileiras', que foram conquistadas as duras penas através da luta e combatividade de muitos que, inclusive, derramaram seu sangue por elas, e passarmos a viver um estado de total insegurança jurídica, com perigo real e eminente da volta da ditadura, e há até quem defenda esta história.

No caso em questão, Lula e o PT, depois dos últimos acontecimentos e de uma profunda e holística análise, afirmo com convicção que a 'grande motivação para a tentativa de incriminá-los é absolutamente política'. Existe um grupo político por detrás disto, um outro interesse que não a busca da verdade real, mas a busca pelo poder e a sucessão 2018. Concretamente, até agora, são acusações sem provas e um pedido de prisão sem fundamento.

A corrupção, como qualquer ato ilícito, ilegal e imoral devem ser duramente combatidos pelas instituições brasileiras, contra quem quer que seja, mas não sou massa de manobra, tenho a capacidade para analisar as verdadeiras motivações destas denúncias.

'Daqui só caminho para frente', temos que acabar com esta dicotomia PT X PSDB, debate que caminha para três décadas. Temos que acabar com este partido que governa e manda no Brasil sem ganhar as eleições, o PMDB.

Temos que sair as ruas é para combater a corrupção, a falta de princípios, a insensibilidade com o povo brasileiro de uma classe política que prioriza a luta por espaços de poder em detrimento do 'Bem Comum' e dos reais e mais legítimo interesses do povo brasileiro.

Eu não sou massa de manobra, o 'Presidente' que fez a 'Grande revolução no Brasil de fazer um governo voltado para os pobres', direcionando as políticas públicas para de fato combater a pobreza, a fome e a miséria. Que criou oportunidades para os filhos das domésticas, dos lavradores, das classes ignoradas e esquecidas deste país...

Quantos profissionais foram formados com a ajuda do Bolsa Família, com o Fies e o Prouni? Quantos tiveram oportunidade de ingressar no serviço público através de um concurso? Quanto homens e mulheres da roça tiveram acesso ao crédito?!?!...

Não posso deixar de fazer estas reflexões.

Foi Lula, um nordestino, operários, desprovido de diploma de curso superior, sem um dedo, símbolo da luta da classe trabalhadora, mas com uma invejável liderança carismática e sensibilidade quanto a solidariedade, igualdade e justiça social.

Lula o Presidente dos Pobres, dos invisíveis, dos esquecidos. Líder respeitado e valorizado, mais internacionalmente, que pelos seus, 'Eu não vou para as ruas'.

E vou, quando os verdadeiros interesses for o combate à corrupção, a mudança e a justiça.

Viva Lula.
Viva o Brasil.
Via o Povo Brasileiro.

Kelly Rocha
Vice-prefeita de Montes Altos
Publicidade