Vídeo: Não queria matar, afirma assassino de filho de policial

Publicidade
Um dos acusados de matar Robert Richelli Trigueiro Pimentel, de 23 anos, filho do policial conhecido como Pimentel, na última sexta-feira (08), durante um assalto no bairro Vermelha, zona sul de Teresina, detalhou em vídeo para a polícia como ocorreu o crime.
Robert Richelli
Robert Richelli (de capacete), alvejado em frente a sua casa. Foto: GP1
Na gravação, Gustavo Lucena de Barros, de 18 anos, conta que apontou a arma para Robert, o estudante não quis tirar a chave do contato e tocou no revólver, momento em que o suspeito atirou na vítima. “Na hora que ele botou a moto para fora, apontei a arma, ele não queria tirar a chave do contato e largou a mão na arma, foi na hora que minha mão triscou no gatilho. Ficamos em estado de pânico, pegamos a moto e fomos embora”, relatou.

Questionado como conseguiu o revólver calibre 38, Gustavo disse que a arma era de seu parceiro, que é menor de idade, e alegou que este foi seu primeiro assalto. “Nós se topamos (sic) na casa dele mesmo. Quando eu cheguei lá, [a arma] já estava com ele. Esse foi o primeiro [assalto]. Não tenho nem costume, por isso que trisquei o dedo logo no negócio [gatilho] sem querer. Não ia matar o cara. Nós tínhamos que sair com as meninas, ia dar só uma volta e abandonar [a moto]”, falou.





Gustavo disse ainda que seu comparsa foi quem conduziu a motocicleta durante a fuga e alegou não saber pilotar o veículo. O acusado falou também que cometeu o crime porque queria dinheiro para sair com mulheres.

Relembre o caso

O jovem Robert Richelli Trigueiro Pimentel, de 23 anos, filho de um escrivão da Polícia Civil, foi morto com um tiro durante assalto, na rua 13 de Maio, bairro Vermelha, zona sul de Teresina. A vítima chegou a ser socorrida com vida, mas não resistiu e morreu a caminho do Hospital de Urgência de Teresina (HUT).

Câmeras de segurança de uma residência gravaram o crime. As imagens mostram o momento em que dois bandidos abordam Robert em sua motocicleta e dão socos no jovem. Quando o rapaz desceu do veículo, foi atingido com um tiro de arma de fogo.

Prisão

Gustavo Lucena de Barros, de 18 anos, acusado de atirar contra o estudante Robert foi preso, no último sábado (09), próximo a Ceapi, na zona Sul de Teresina. O outro suspeito, um menor de idade, foi apreendido em Timon, no Maranhão.

Bruna Dias, GP1
Publicidade