Plenário Popular: Assis Ramos, o caça-fantasmas

Publicidade

Assis Ramos não sabia dos 400 da Saúde?

João Silva (PRB) estranhou que o prefeito Assis Ramos desconhecesse a nomeação de cerca de 400 servidores na Saúde. "Sou o chefe da família e não sei a comida que será servida no almoço?! Não conheço a cozinheira, a arrumadeira?!", ironizou o vereador, um dos críticos mais ácidos do governo municipal.

Seu colega de oposição, Rildo Amaral (Solidariedade), desta vez porém deu a mão à palmatória. Foi ele quem anunciou a medida do prefeito: demissão sumária das quatro centenas de aspones nomeados para a dita secretaria.

"Quero aqui parabenizar o prefeito, eu que tenho feito críticas sobre erros da gestão e da conturbada administração na Saúde", discursou Rildo.

Segundo ele, o próprio secretário de Governo, Marlon Moura, checou a informação e a levou ao prefeito, que teria se surpreendido com o fato e passado o canetaço na mesma hora.

"Só numa sala, tinham 32 pessoas. Faltou cadeiras e mesas", registrou o vereador.

O líder do Governo, Hamilton Miranda, claro, festejou a medida e revelou números do caos na pasta: débito de R$ 27 milhões, déficit previsto para 2017, algo perto de R$ 50 milhões.

"Isto é atitude com resultado", assinalou.

Impessoalidade
Emenda 01/2017 de autoria do vereador Adhemar Freitas Júnior e assinada por 1/3 dos vereadores, adita parágrafo único ao artigo 58 da Lei Orgânica do Município.

Trata de veto à utilização de símbolos do Município vinculados à marca de administração municipal ou outros órgãos municipais.

Objetivo: manter o princípio da impessoalidade da administração.

Prêmio folião
O secretário estadual de Cultura, Diego Galdino, anunciou que haverá premiação aos blocos carnavalescos que participarem dos concurso organizado pela Fundação Cultural de Imperatriz.

Prêmio ao futebol
O deputado Sérgio Frota (PSDB) ocupou a tribuna, na manhã desta terça-feira (21), para agradecer ao Governo do Estado, na pessoa do governador Flávio Dino, o apoio dado mais uma vez ao futebol maranhense.

Falando em nome dos presidentes dos clubes que fazem hoje a primeira divisão do campeonato maranhense - Sampaio, Moto, Maranhão, São José de Ribamar, Americano, Cordino, Imperatriz e Santa Quitéria -, o deputado Sérgio Frota frisou que este apoio do governo reveste-se de uma importância maior, tendo em vista a situação econômica enfrentada atualmente pelo país.

Segundo o deputado, o governo do Maranhão, durante solenidade realizada na segunda-feira, no Palácio dos Leões, destinou R$ 1,8 milhão para o futebol maranhense, sendo R$ 900 mil para os clubes de futebol.


Clique na imagem e leia a edição em PDF
Publicidade

Publicidade