2º turno: 10 dos 13 governadores eleitos apoiaram Bolsonaro

Publicidade
Os candidatos que apoiaram Jair Bolsonaro foram eleitos nos três estados da região Sudeste e no Distrito Federal que foram ao segundo turno das eleições para governador. Santa Catarina trouxe a vitória em massa para o candidato do PSL e no Rio Grande do Sul venceu o PSDB por pequena diferença.

Os estados da região Norte, Rondônia e Roraima também levaram os candidatos do partido de Bolsonaro à vitória, e no Amazonas venceu o apoiador do novo presidente. O Nordeste foi o único estado que manteve as preferências aos não apoiadores do agora eleito novo presidente do país.

Em São Paulo, com 95,35% das urnas apuradas, João Doria (PSDB) obteve 51,73% dos votos contra 48,27% de Marcio França (PSB).
No Rio de Janeiro, com 98,20% das urnas fechadas, o ex-juiz Wilson Witzel garantiu vitória com 59,75% dos votos, contra 40,25% do ex-prefeito Eduardo Paes (DEM).

Em Minas Gerais, com 77,14% das urnas apuradas, o ex-governador e senador Antonio Anastasia (PSDB) ficou em segundo lugar, com 28,6% dos votos válidos, dando vitória ao empresário Romeu Zema.

No Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB) foi eleito com 69,79% contra 30,21% de Rodrigo Rollemberg (PSB).

No Rio Grande do Sul, foi eleito o candidato Eduardo Leite (PSDB) venceu com 53,49% dos votos contra 46,51% de José Ivo Sartori (MDB).

Em Santa Catarina, o candidato de Bolsonaro, Comandante Moisés (PSL) venceu com grande maioria de 71,14% dos votos contra 28,86% de Gelson Merísio (PSD).

No Sergipe, o atual governador Belivaldo Silva (PSD) foi reeleito, com 64,73% dos votos contra 35,27% de Valadares Filho (PSB).

No Rio Grande do Norte, a candidata do PT, Fátima Bezerra, foi a única mulher a vencer um mandato a governo nestas eleições, com 57,62% sobre 42,38% de Carlos Eduardo (PDT).

Amapá trouxe vitória a Waldez Góes (PDT) como o novo governador do estado, somando 52,38% dos votos válidos, por pequena diferença de João Capiberibe (PSB), que obteve 47,62%.

No Pará, com a totalidade das urnas apuradas, Helder Barbalho (MDB) foi eleito com 55,37% dos votos válidos contra 44,63% de Marcio Miranda (DEM).

Rondônia garantiu vitória ao candidato do PSL, Coronel Marcos Rocha, com 66,14% dos votos sobre 33,86% de Expedito Junior (PSDB).

O PSL também garantiu a vitória em Roraima, com 53,63% dos votos a Antonio Denarium (PSL), contra 46,37% de Anchieta (PSDB), após 80% das urnas apuradas.

No Amazonas, após Wilson Lima (PSC) declarar o apoio a Bolsonaro, obteve 59,43% dos votos, contra 40,57% de Amazonino Mendes (PDT), com 91% da apuração.

E o Mato Grosso do Sul elegeu Reinaldo Azambuja (PSDB), com 52,35% dos votos, contra o Juiz Odilon (PDT), que alcançou 47,65% dos votos.

Jornal GGN
Advertisemen