Marcinho e Adauto Carvalho: revelações do Cavalo de Aço

Publicidade
A Sociedade Atlética Imperatriz apresenta, neste ano de 2018, duas revelações para o futebol brasileiro. Curiosamente, elas estão fora das quatro da linhas. Trata-se do treinador Marcinho Guerreiro e do presidente, Adauto Carvalho.

O treinador já era uma promessa desde que abandonou a carreira de jogador de futebol e se tornou auxiliar-técnico de Rui Scarpino no Moto Club de São Luís. Em 2016, a dupla conseguiu o acesso à Série C.

Em 2017, Marcinho assumiu interinamente com a saída de Scarpino. O Moto estava praticamente rebaixado na Série C e ele conseguiu dar sobrevida à equipe que foi até a última rodada com chances de permanência. Em 2018, apesar da grave crise financeira, o atual treinador do Cavalo de Aço deu o título de campeão maranhense ao Papão de São Luís.

Contratado pelo Imperatriz, ainda na terceira rodada da primeira fase, Marcinho Guerreiro conseguiu classificar o Cavalo de Aço para as quartas após passar pela forte equipe do América-RN e seu ex-clube, o Moto.

Publicamos:
#SÃO JOÃO DE TODOS COMEÇA EM IMPERATRIZ
#GUILHERME ESTRELLA: O PETRÓLEO ERA NOSSO!
#ALBERTO BASTOS É EMPOSSADO NA DEFENSORIA


O presidente do Imperatriz teve bem menos tempo. Adauto Carvalho assumiu no fim do ano passado com desconfianças do chamado mercado da bola. Jamais tinha dirigido time de futebol ou liga esportiva. Empresário e agropecuarista, sempre ajudou financeiramente os clubes da cidade. Mas, mantendo a devida distância da atividade de cartola.

No sua primeiro desafio, levou o Imperatriz ao vice-campeonato do futebol maranhense. Venceu a partida final em casa para o Moto por 2 a 1 mas perdeu o título no saldo de gols.

Mesmo que o Cavalo caia diante do Gavião do Norte pelas quartas-de-final da Série D, Adauto Carvalho já é dono da melhor campanha de toda a história da agremiação. O primeiro jogo é no próximo domingo ou no sábado, contra o Manaus-AM, no estádio Frei Epifânio.

A onzena do Imperatriz faz sua parte nas quatro linhas. Júnior Chicão é um dos artilheiros da competição com oito gols. O time tem jogadores experientes como Eloir e Daniel Alves, mas conta com uma garotada azeitada. No banco de reservas, Marcinho Guerreiro tem atletas que poderiam ser utilizados por outros cubes como titular, é o caso de Adauto e Derley.

Com esse conjunto, dentro e fora de campo, o Cavalo de Aço espera saltar o último obstáculo para conseguir o inédito acesso.

Frederico Luiz
Advertisemen