Vídeo de Oscar Maroni sugere Lula morto

Publicidade
Um vídeo criminoso circula pela internet e faz a alegria dos fascistas e dos falsos moralistas. Seu autor é o cafetão Oscar Maroni, dono da casa de prostituição Bahamas. Sorrindo junto aos seus asseclas, o bandido afirma que sua boate oferecerá distintos prêmios para o caso do líder petista, que teve seu habeas corpus negado ilegalmente pelo Supremo Tribunal Federal (STF), ser preso, assassinado ou torturado na cadeia. “Se o Lula for preso, a cerveja é de graça até a meia noite. Agora, se matarem ele na prisão, a cerveja vai ser de graça durante o mês inteiro”, afirma o psicopata. “E se for sofrida a morte?”, pergunta um jagunço. “Aí eu dou o rabo”.

Oscar Maroni é um dos mais famosos gigolôs do país. Em sua casa de “entretenimento”, em um bairro luxuoso da capital paulista, circulam empresários, celebridades midiáticas e velhas raposas da política nativa. Recentemente, o bufão anunciou que pretendia disputar a Presidência da República. Agora, fala-se que ele será candidato a deputado federal pelo Partido Republicano da Ordem Social (Pros) – haja ironia no nome da sigla de aluguel. O seu vídeo criminoso já faz parte da campanha do oportunista, que tenta surfar na onda conservadora que devasta o Brasil. No geral, a mídia falsamente moralista dá um tratamento exótico ao cafetão.

Publicamos:
# RC E PC: FUSÃO EM NOME DO PROLETARIADO
# VIA SACRA CHEGA AOS 37 ANOS
# DODGE, A MENSAGEIRA DO ARBÍTRIO, POR LUÍS NASSIF


O site da revista Veja, por exemplo, postou a seguinte nota sobre sua defesa do assassinato de Lula. “Em dezembro de 2016, Oscar Maroni anunciou em sua página no Facebook: se Lula for preso, vai distribuir cerveja de graça para os frequentadores do Bahamas, a casa ‘liberal’ mais famosa da cidade, em Moema, da qual é dono. Nesta quarta (4), essa possibilidade se tornou mais iminente após os juízes do Supremo Tribunal Federal barrarem o habeas corpus do ex-presidente. Maroni descreveu a sessão do STF ‘como uma decisão de pênaltis em final de Copa do Mundo’ e promete manter a promessa. ‘Já reservei 10.000 reais do meu bolso para contratar dois caminhões. Além disso, negocio uma parceria com uma cervejaria do Paraná’, diz”.

Sem qualquer crítica ao discurso de ódio, o panfleto da famiglia Civita ainda registra: “O Bahamas funciona non-stop, 24 horas, e a promoção vai durar do momento do anúncio da prisão de Lula até meia-noite. ‘Assim que a pessoa vir a notícia na televisão, pode vir para cá’, afirma. ‘Pode ser 6h da manhã, de madrugada… Não importa o horário, o cliente poderá beber e comemorar até meia-noite, de graça’.

Ele também prepara dois displays de 1,5 metro de altura cada. Um estampará a foto de corpo inteiro do juiz Sérgio Moro e outro, de Carmen Lúcia, presidente do STF. As placas ficarão em frente ao Bahamas com a faixa com os dizeres: ‘Obrigado Moro e Carmen Lúcia: vocês fazem a gente ter orgulho de ser brasileiro’… O empresário [sic] diz também que se filiou ao PROS e que sairá candidato a deputado federal nestas eleições. ‘Registrarei em cartório 69 projetos, meu número favorito’, diz”.

Mais sobre Oscar Maroni, autor do vídeo

Oscar Maroni tem vários processos na Justiça, mas segue livre e ainda posa de moralista – como fiel seguidor do “juiz” Sergio Moro. Ele já foi denunciado pelo Ministério Público por exploração e tráfico de mulheres, além de outras práticas criminosas. Segundo o site Wikipédia, o picareta “atua nas áreas de entretenimento adulto [sic], pecuária e hotelaria. É o editor das revistas Penthouse e Hustler, e promoter de ‘Showfight’ (eventos de artes de combate)”

O Oscar´s Hotel, com onze andares, é considerado um dos mais luxuosos do país e fica ao lado do seu prostíbulo e próximo a uma das cabeceiras da pista do Aeroporto de Congonhas, Ele ficou famoso com o acidente do voo da TAM, em 2007. Na época, o prefeito paulistano, Gilberto Kassab, cassou o alvará do hotel, alegando que a obra colocava em risco as aeronaves e reduzia o tamanho da pista. Na sequência, tudo foi arquivado.

Altamiro Borges
Advertisemen