Cúmplices do atentado ao Acampamento Lula Livre

Publicidade
Não é difícil descobrir cúmplices dos fascistas no atentado ao Acampamento Lula Livre em Curitiba-PR, denominado de Acampamento Marisa Letícia, que defende a liberdade ao ex-presidente Lula, preso na carceragem da Polícia Federal da capital paranaense.

O ex-governador tucano do Paraná, Beto Richa e a atual, Cida Borghetti, encabeçam a lista. Em março deste ano, a Caravana do PT sofreu atentado entre as cidades de Quedas do Iguaçu e Laranjeiras do Sul. A quantas andam as investigações?

Publicamos:
# PSDB: NINHO DOS PÁSSAROS MALVADOS
# CORPOS DA PAZ: EM NOME DA AMÉRICA
# E AGORA JOSÉ? ANTES ELE DO QUE...


O ex-governador de São Paulo também demonstrou cumplicidade no primeiro atentado. Com o estado de São Paulo controlado pelo crime organizado, o presidenciável tucano sugeriu que “O PT provocou a situação”.

Os casos de assassinato da vereadora Marielle Franco no Rio de Janeiro, neste ano. E de Sem-Terras em Pau D’Arco no Pará, no ano passado. Ambos estão longe da punição dos culpados, apesar do claro caráter de execução dos dois crimes.

Cúmplices escalados

São muitos cúmplices escalados para proteger os fascistas.

Abaixo, vídeo do momento do atentado em Curitiba-PR, na madrugada de hoje.

Frederico Luiz


Advertisemen