Carlos Lula, visita Hospital Regional de Balsas

Publicidade
Além de entregar obras e oferecer novos serviços à população, o Governo do Estado também tem como prioridade fazer o acompanhamento regular das unidades que gerencia. Dessa forma, consegue garantir a qualidade dos serviços e fortalecer o diálogo com profissionais e pessoas beneficiadas.

É o caso das unidades de saúde. Na última semana, o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, visitou o Hospital Regional de Balsas, onde ouviu depoimentos de pacientes e demandas da direção e dos funcionários.Foi a terceira visita realizada pelo secretário somente este mês.

Antes, ele já havia visitado os hospitais de Barreirinhas e Paulino Neves. “Esse acompanhamento fortalece a assistência, pois conseguimos entender as demandas que existem e ter um retorno de pacientes mais fidedigno. O Hospital de Balsas foi inaugurado em setembro de 2017, então é muito novo, contudo, a visita mostrou que ele tem um papel fundamental para a região. Isso ratifica a decisão acertada do governador Flávio Dino de inaugurá-lo”, destacou.

Referência da região para pelo menos 14 municípios do sul do Maranhão, a unidade faz o atendimento de procedimentos de média complexidade, incluindo partos de alto risco, pediatria e cirurgia geral. Na visita, o secretário conversou com pacientes de diversas cidades.

“Antes, essas pessoas precisavam viajar para Imperatriz, que fica a quase 400 km de distância. Uma viagem longa, cansativa e perigosa para quem estava em estado delicado de saúde. Hoje, o Governo do Estado diminuiu a distancia entre quem precisa e a saúde pública de qualidade”, comentou.

Uma dessas pacientes foi Maria da Paz Sousa Cardoso, de 58 anos. Natural de Carolina, ela foi submetida a uma histerectomia completa. Ainda se recuperando da cirurgia, a paciente não poupou elogios ao hospital.

“O hospital daqui é ótimo. As enfermeiras, quem traz a comida, quem faz a limpeza, os médicos, todos são maravilhosos. Tenho todo o apoio do mundo aqui. Quando entrei aqui fiquei admirada. Tenho que agradecer a todos”, disse.

A biomédica Mariel Arão, natural de Poços de Caldas (MG), mas que reside na cidade atualmente, ficou impressionada com a estrutura do hospital público. Grávida de 30 semanas do João Pedro e internada para observação, ela ressaltou que o local chega a ser melhor que muito hospital particular.

“Dei entrada no hospital com perda de líquido amniótico e fui muito bem atendida. Fiquei assustada quando cheguei em Balsas, mas depois de ver o hospital fiquei tranquila. Com certeza, é um hospital melhor que particular. Não são somente as metrópoles que têm um serviço de saúde bom, é possível sim outro lugares ter”, pontuou.

Para o diretor administrativo do hospital, Eliabe Wanderley da Silva Aguiar, ter um gestor acompanhando de perto o funcionamento do hospital fortalece a unidade e deixa a equipe respaldada em suas atividades.

“A visita permite que o gestor tenha um termômetro dos atendimentos através da comunidade. Isso fortalece nosso atendimento e nos engrandece. O grande diferencial da gestão Flávio Dino tem sido essa presença atuante in loco”, comentou.

O Hospital Regional de Balsas possui 69 leitos, sendo seis de clínica médica, seis de clínica cirúrgica, 14 de pediatria, 20 de ALCON (Alojamento Conjunto), quatro quartos PPP (pré-parto, parto e pós-parto), seis Unidade de Cuidados Intermediários Neonatal Convencional (UCINCo), cinco Unidade de Cuidados Intermediários Canguru (UCINCa) e 12 leitos de UTI Adulto.

Paula Boueri com foto de Marcio Sampaio, Agência Secap
Advertisemen