-->

Ex-Rainha do Tráfico é executada na Colômbia

Publicidade
A Bola

Estava afastada do mundo do tráfico de droga desde 2004, mas o passado voltou para a assombrar. Griselda Blanco, de 69 anos, mais conhecida como a «Rainha da Cocaína», ou «Madrinha», foi assassinada em Medellin com tiros na cabeça.

Giselda sucedeu Pablo Escobar no comando do Cartel de Medelin
Estava num açougue num bairro de Belém a escolher a carne para a semana, com a nora, quando dois homens entraram no estabelecimento e dispararam, fugindo de seguida numa motorizada.

Durante décadas liderou umas das rotas de tráfico de cocaína mais lucrativas de sempre, de Medellin para os Estados Unidos, através do estado da Florida. Depois da morte do traficante Pablo Escobar, herdou o império que este construíra e fez fortuna.

Durante o seu período à frente da rede criminosa, nas décadas de 1970 e 1980, Griselda matou três pessoas e terá ordenado outros 250 homicídios, na Colômbia. Acabou detida nos EUA e cumpriu pena de 30 anos na prisão. Em 2004, quando saiu, voltou à Colômbia e desde então estava afastada do mundo do tráfico.
Advertisemen