-->

Guerra de Flávio e Zé já não é surda

Publicidade
Uma vez, acontece e é normal. A segunda, parece aquela do raio cair na mesma árvore, duas vezes. Mas, a terceira! Pelo terceiro dia consecutivo a reportagem da assessoria de Flávio Dino deixa de mencionar seu companheiro de chapa, José Reinaldo Tavares em eventos conjuntos.

Está certo que José Reinaldo tem uma assessoria própria. Mas, a assessoria de Zé não ignora a presença de Flávio nos eventos e cita-o, como o óbvio pode apontar.

Da mesma forma, do lado de Jackson Lago, o candidato Roberto Rocha tem sua assessoria a parte, mas não ignora a presença no mesmo evento, do candidato a governador da coligação O Povo é Maior e mesmo do outro companheiro de disputa ao senado, Vidigal.

Parece que a assessoria do candidato a governador da coligação Muda Maranhão dá uma espécie de punição a Zé Reinaldo. À noite, após os eventos, o ex-governador costuma sair com aliados seus que não votam em Flávio, como fez em Imperatriz. Mas, é perfeitamente normal. Como Flávio deve e pode conquistar votos de quem tem aversão a Zé Reinaldo.

A oposição precisa de todos no segundo turno. Comprove abaixo, também ontem, a assessoria de Flávio ignorou a presença de Zé em Coroatá, como fez hoje em Timon. Difícil, mesmo, é separar os dois da foto...

Links relacionados:
Em Coroatá, Flávio Dino garante atenção especial à saúde
O Maranhão vai decidir entre o futuro e o atraso, diz Zé Reinaldo em Coroatá
Advertisemen