-->

Um Conto de Réis*

Publicidade
O Novo Hino

Interrompe aqui, interrompe ali, interrompe para todo lado! Este é o Maranhão, o estado onde até o coito é interrompido... agora é a vez de interroper o Encontro Estadual do PT. Os petistas queriam apoiar Flávio Dino. Mas, o Flávio Dino não pode e a solução é interromper. E se der Flávio de novo? Interrompe de novo. Que nem a “Oi”: simples assim!

Por aqui, o ditado é diferente: não adianta reclamar, tem que interromper. E é por isso que as polícias federal, Militar e Civil estão encontrando drogas por todas as partes e até noutros estados com destino ao Maranhão. E os traficantes estão uma arara... “pô, até o tráfico tá interrompido por lá”.

E para trafegar de uma parte para outra está, também, difícil. Muito difícil. Fui até Curionópolis-PA na sexta-feira e a viagem foi interrompida. 12 quilômetros no Maranhão impedem a boa ligação, digo, melhoram a interrupção entre o nosso Mará e o Pará. Três horas na fila de São Pedro da Água Branca-MA até a “Carne de Sol-PA”.

E até Um Conto de Réis do domingo foi interrompido. Essa semana é no finalzinho do dia! Só pra contrariar, ou melhor, só para interromper. E o culpado foi o Bacabal Esporte Clube que marcou no primeiro tempo fez 1x0 em pleno Frei Epifânio pela Copa União. Não deu outra, tive de interromper “Um Conto”. Mas ainda bem que o Cavalo de Aço venceu no vira-vira. O JV está voltando, foi campeão do primeiro turno e interrompeu a boa campanha, mas ontem empatou fora de casa com o Sampaio Corrêa.

É como se diz, o Maranhão é forte, o Maranhão é forte, a interrupção é a força que vem deste Maranhão. E devia até mudar o hino. Em vez de:

Salve Pátria, Pátria amada! 
Maranhão, Maranhão, berço de heróis, 
Por divisa tens a glória 
Por nome, nossos avós.

Que tal então trocar por:

Salve Pária, Pária Amado!
Maranhão, Maranhão, cama de ferozes
Por divisas tens o taifeiro
Por nome, nossa interrupção!

Rimar não rima... mas é a rima interrompida!

* Um Conto de Réis foi criado há 12 anos para o Jornal Capital no tempo que o blogueiro aqui era jornalista. Hoje é feliz como radialista!
Advertisemen