-->

Sema libera licença e poços são perfurados ainda este ano

Publicidade
A OGX recebeu da Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Naturais do Maranhão (SEMA) a licença ambiental para a campanha de perfuração do PN-T-68, na Bacia do Parnaíba. A informação foi dada nesta quinta-feira (20/5) pelo presidente da petroleira, Paulo Mendonça, após almoço-palestra na Britcham, no Rio de Janeiro. A expectativa é que a perfuração do primeiro poço seja iniciada em meados de junho.


A petroleira já mapeou dois prospectos na área para perfuração. A depender do resultado da primeira perfuração na área, a OGX pode ampliar o número de poços que serão perfurados na bacia, onde a empresa possui participação em sete blocos exploratórios, com uma área total de 20.000 km².

A empresa afretou a sonda terrestre QG-1, da Queiroz Galvão, para a realização da campanhas. O contrato prevê a perfuração de um poço firme e um segundo contingente ao resultado da primeira perfuração. Capacitada para perfurara poços de até 6 mil m, a sonda QG-1 está parada na Bahia. O equipamento operou para a Petrobras durante vários anos, mas teve seu contrato rescindido recentemente.

Pará-Maranhão ainda em 2010

A OGX também pretende iniciar em dezembro ou janeiro de 2011 a campanha de perfuração dos blocos BM-PAMA-16 e BM-PAMA-17, adiantou Mendonça. Já foram mapeados na área entre dois e quatro prospectos para iniciar a campanha. A expectativa é de otimismo com a Bacia, mesmo sem haver nenhuma descoberta na área.

“Não há razão par que não se tenha uma área de interesse comercial na Bacia”, disse Mendonça. A empresa detém a concessão de outros três blocos na área, cobrindo uma área total de 960 km². Relatório da consultoria DeGolyer & MacNaughton estima que os cinco blocos possuam 447 milhões de boe, considerando uma probabilidade média de sucesso de 21,3%.

Com informações do sítio Energia Hoje
Advertisemen