-->

Inspetores da Fifa vem para ver o nada no Recife

Publicidade
Do Jornal do Commercio

Com um dia de antecipação, o comitê técnico da Fifa chega hoje a Pernambuco para acompanhar o andamento do projeto do Estado para a Copa do Mundo do Brasil em 2014, em São Lourenço da Mata. O local onde será construída a Cidade da Copa e o estádio com capacidade de 46 mil pessoas ainda é um enorme terreno desnivelado e com mato alto, onde moram 265 famílias cadastradas.

Cenário que nem de longe lembra ao de um local que deveria já ter instalado um canteiro de obras. Os inspetores vão sobrevoar a área de 239 hectares por volta das 15h. Em seguida, haverá uma reunião no Palácio do Campo das Princesas com autoridades locais.

Os membros da comitiva da Fifa vão expor as suas impressões sobre o projeto pernambucano. A previsão é que depois disso, enfim, seja definida uma data para o começo das obras, que já deveriam ter saído do papel desde janeiro – o último prazo de tolerância foi encerrado no dia 3 deste mês.

Mesmo assim, apesar do atraso, a intenção é concluir os trabalhos em janeiro de 2013. A construção da Arena será feita por parceria público-privada (PPP) e custará cerca de R$ 532 milhões. A empreiteira Norberto Odebrecht foi a vencedora da licitação.

“Trata-se de uma vistoria técnica, em que os membros vão examinar plantas da construção da arena como também das obras viárias de infraestrutura”, disse o secretário da Casa Civil, Ricardo Leitão.

No projeto apresentado, o governo do Estado prometeu duplicar o trecho da BR-408, entre a BR-232 e a entrada para Camaragibe, levar o metrô até o local do estádio e ainda criar uma linha para um VLT (Veículo Leve sobre Trilho), um elevado entre a Avenida Caxangá e a Arena.
Advertisemen