-->

Flávio surpreende e transforma palestra em comício

Publicidade
Quem esperava Flávio Dino de paletó e gravata ou sem o paletó e com a gravata, como no Encontro com os blogueiros, decepcionou-se. De mangas arregaçadas deixou a mesa e transformou a "palestra", agora à noite, no auditório da Fest, num verdadeiro comício.

Não teve jeito, o barulho no recinto aumentou com aplausos, gritos e "zabumbas" improvisados.

O recado foi claro. Em vez da crítica sociológica e meramente propositiva, o discurso agora é também analítico, colocando a oligarquia Sarney como a principal causa da pobreza no Maranhão.

Estão na mesa, o pastor Luís Gonçalves (vereador do PSB em Imperatriz), o tucano Hamilton Miranda (presidente da Câmara Municipal), Cleber Miranda (presidente local do PSB), André Santos (presidente local do PT), Clayton Noleto (Presidente local do PCdoB), a ex-deputada federal Terezinha Fernandes, o deputado estadual Rubens Pereira Júnior (PCdoB), o deputado federal Domingos Dutra (PT), o líder camponês Manoel da Conceição (fundador do PT), o ex-governador José Reinaldo Tavares e o pai de Flávio Dino, o ex-prefeito de João Lisboa e ex-deputado estadual, Sálvio Dino.

De acordo com Fábio César, assessor do deputado federal Flávio Dino, existem conversações e perspectivas de ampliação com outros partidos políticos, além de PT e PSB. "Líderes nacionais do PSOL, a exemplo da gaúcha Luciana Genro e do carioca Chico Alencar são simpáticos a nosso candidato".

Flávio disse agora há pouco que o "perseguismo está com seus dias contados no Maranhão" e que a população busca uma alternativa clara para o atual modelo imposto aos maranhenses.
Advertisemen