-->

Dr Fábio Martins explica

Publicidade
De acordo com o médico Fábio Martins, na segunda-feira, 5, deste mês, morreu no Hospital Infantil de Imperatriz, a menina Valéria de 10 anos. Ela chegou a Imperatriz com suspeita de cardite, miocardite ou cardiopatia dilatada, quando o coração aumenta consideralvemente de tamanho.

Este quadro foi agravado quando Valéria contraiu caxumba, explica Dr. Fábio que está no hospital desde sua fundação em 2004.

Como era moradora de Dom Eliseu, município do vizinho Pará, o médico de Valéria ligou para o Hospital de Marabá e constatou que não havia UTI. Depois ligou para Belém e também recebeu a mesma resposta, faltava UTI. Então a família decidiu "arriscar" e vir a Imperatriz.

Aqui chegando, ficou numa enfermaria do "Socorrinho" a espera de uma UTI. Então, veja o descaso. "Tem município por aí comemorando mortalidade infantil próximo de zero porque entregam seus meninos e suas meninas em estado grave para morrerem no Hospital da Criança", afirma Dr. Fábio.
Advertisemen