Manuela traz novos ares para Flávio Dino

Publicidade
A pré-candidatura presidencial da deputada estadual gaúcha Manuela D’Ávila, do PCdoB, aclamada na sexta-feira, 17, em Brasília-DF, trouxe novos ares para a legenda e para o governador do Maranhão, Flávio Dino.

A presença de Lula na plenária final do 14º Congresso em clima amistoso mostrou que o PT deve mesmo permanecer no apoio a reeleição do governador do PCdoB. O Partido dos Trabalhadores já participa do governo estadual e deve ficar.

Ou seja, aquela banda do PT Sarneista do Maranhão pode tirar o cavalo da chuva. Aliança com o ancient régime, nunca mais. Vale lembrar, nem todos que concordaram com a aliança do PT-PMDB em 2014 e 2010 fazem parte desta banda assanhada para repetir a dose em 2018. Apenas, os Pigmeus do Boulevard insistem.

O outro ganho substancial refere-se ao retorno do governador aos braços da pequenina e barulhenta classe média local. Principalmente, em São Luís.

Esse eleitorado jamais votaria, no 1º turno, num governador que andasse de braços dados com Lula em outubro do próximo ano.

Mangas arregaçadas por Manuela

Como tenta vencer a eleição logo no primeiro turno, essa é a estratégia do governador, raspar o tacho. Ou seja, adentrar em nichos. Com o crescimento do anti-lulismo, foi-se o PSDB da aliança, mas a base social pode ficar.

Ninguém espere um governador de braços cruzados em favor da presidenciável Manuela D’Ávila. Muito pelo contrário!

Frederico Luiz
Publicidade