Nos quartéis, mais insatisfação com Temer

Publicidade
Uma fonte de primeiríssima linha me garante que militares nacionalistas, ou o que restou deles, ensaiam rebelião caso a Câmara dos Deputados desautorize, pela segunda vez, o STF a prosseguir com o processo contra o presidente Temer.

Em sua maioria, são oficiais de quarteis mais distantes do centro de comando das Regiões Militares. Embora seus salários continuem protegidos contra a inflação, o custeio das três forças caiu para níveis deploráveis. Pode faltar comida em restaurantes usados por estes militares.

O recente pronunciamento do presidente somente aprofundou a revolta deste setor.

Neste Brasil cada vez mais surreal, tudo pode-se esperar. A foto acima refere-se ao episódio conhecido como 18 do Forte, em 5 de julho de 1922 quando eles saíram em marcha configurandos-se a primeira revolta do movimento tenentista da República Velha.

Redação
Publicidade