1º Simpósio Internacional de Inovação em Educação Superior

Publicidade
O Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) e da Universidade Estadual do Maranhão (Uema), participa do 1º Simpósio Internacional de Inovação em Educação Superior, que começa nesta terça-feira (27) e prossegue até quinta-feira (29), no Rio Poty Hotel, em São Luís. O evento, que acontece em parceria com a Associação Brasileira dos Reitores das Universidades Estaduais e Municipais (Abreum), reúne apresentação de práticas nacionais e internacionais na área de inovação.

A Secti participa do evento com um stand onde serão apresentados aos visitantes os programas e projetos realizados pelo órgão como Cidadão do Mundo, Aulão do Enem e a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia no Maranhão.

O simpósio é um espaço de debate da inovação, com a participação de profissionais, pesquisadores, estudantes e gestores públicos, em áreas como a econômica, social, cultural, ambiental e ecológica, políticas e estratégias de educação e cooperação internacional.

Serão realizadas palestras em sessões plenárias, mesas redondas simultâneas em três salas, painéis de comunicações orais e apresentações institucionais. Além disso, conta com espaço para credenciamento e instalação de estandes, sala de apoio e coquetel.

Pesquisadores Nacionais e Internacionais

Promovido pela Associação Brasileira dos Reitores das Universidades Estaduais e Municipais (Abruem) e Universidade Estadual do Maranhão (Uema), reúne pesquisadores nacionais e internacionais. Na quarta (28) e quinta-feira (29) eles debatem a inovação em suas múltiplas dimensões.

É a primeira vez que esse simpósio é realizado no Maranhão. O apoio da Uema é por meio do Núcleo de Tecnologias para Educação (Uemanet). Os interessados em participar e mais informações estão no endereço eletrônico www.siies2017.uemanet.uema.br

Para a coordenadora geral do simpósio, Ilka Serra, "o evento despertou a participação de pesquisadores, principalmente por meio de exposição de relatos de suas experiências acadêmicas. São 105 apresentações de 105 artigos científicos", destaca ela.

Cintia Lima e Alcindo Barros
Publicidade