1ª Feira do Couro e Artesanato de Governador Edison Lobão

Publicidade
Foi encerrada sábado (27), a 1ª Feira do Couro e Artesanato de Governador Edison Lobão, a 35 quilômetros de Imperatriz. Iniciado na noite de sexta-feira (25), o evento foi realizado pelo Governo do Estado, por meio de parcerias estabelecidas com a Prefeitura Municipal, Sindicato das Indústrias de Curtimento de Couros e Peles (SindiCouros), secretarias de Estado da Indústria, Comércio e Energia (Seinc) e Tecnologia e Inovação (Secti), na Casa do Idoso, localizada ao lado da Praça Osório Filho, região central da cidade.

Durante a solenidade de abertura, marcaram presença o prefeito Geraldo Braga, secretário de Estado de Indústria, Comércio e Energia, Simplício Araújo, representante do governador Flávio Dino no acontecimento; deputado federal Deoclides Macedo; vice-prefeito de Governador Edison Lobão, Flávio Soares Lima; presidente do Sindicato das Indústrias de Curtimento de Couros e Peles de Edison Lobão, Adão Gonçalves; diretor regional da Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Energia, Atenágoras Reis Batista; deputado estadual Marco Aurélio; presidente da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (Fiema), Edilson Baldez, também presidente do Conselho Deliberativo (Condel) do Serviço Maranhense de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-MA), entre outras autoridades.

A 1ª Feira do Couro de Governador Edison Lobão objetivou divulgar os produtos produzidos no município, despertando a atenção das autoridades e de investidores. Em franco processo de expansão, os quatro curtumes lá existentes estão gerando empregos e renda. Os postos de trabalho oferecidos já totalizam mil e quinhentos. “Mil e quinhentas pessoas sustentando dignamente, através do trabalho, suas famílias”, afirmou o microempresário Carlos Henrique, que visitava o acontecimento para conhecer produtos artesanais e sapatos. “Produções de primeira linha”, complementou o administrador Miguel Feitosa, residente em Açailândia, a 72 quilômetros de Imperatriz.

Durante sua fala, Simplício Araújo lembrou que a 1ª Feira do Couro de Ribeirão, como o município era conhecido antes de ser emancipado de Imperatriz, começou a virar realidade no início da gestão do governador Flávio Dino, quando as primeiras discussões em torno de sua realização aconteceram, reunindo industriais do setor e agentes públicos. A propósito, o titular da Seinc frisou que a cidade também se destaca na região Nordeste, por ser a única a contar com quatro curtumes em pleno funcionamento, contribuindo, desta forma, com o processo de desenvolvimento de Governador Edison Lobão.

Feira do Couro em Governador Edson Lobão-MA. Fotos: Raimundo Primeiro

De acordo com o prefeito Geraldo Braga, as ações colocadas em prática ao longo dos últimos meses efetivamente contribuem com o incremento da cadeia produtiva do couro não só de Ribeirãozinho, mas da região, tendo em vista fomentar investimentos em outros municípios tocantinos, caso de Montes Altos, por exemplo, cujo prefeito, Ajuricaba Sousa de Abreu, também prestigiou as atividades que aconteceram na primeira noite da feira.

Para o presidente da Fiema, Edilson Baldez, Governador Edison Lobão era outro antes da instalação do pólo coureiro, que possibilitou o surgimento de um novo e próspero momento. “Em breve, estaremos falando sobre a cidade de antes e depois do funcionamento das indústrias coureiras”, reforçou, acrescentando que a feira era aberta numa data importante: o Dia Nacional da Indústria, comemorado em 25 de maio.

O titular da Fiema ressaltou que, um dos grandes desbravadores, responsáveis pelo atual momento vivido em Governador Edison Lobão, é o SindiCouros, por meio do empenho de seus dirigentes, capitaneados pelo presidente Adão Gonçalves, mantendo ações locais e além das fronteiras do município. “A cidade será outra, após o desenvolvimento da cadeia do couro e do apoio das instituições financeira, os bancos, fazendo com que os empreendedores tenham acesso a linhas de crédito”, concluiu Edilson Baldez.

O Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema), inaugurado recentemente em Governador Edison Lobão, participa da modernização da cadeia produtiva do couro, qualificando mão de obra para ingresso no mercado de trabalho. A primeira escola de couro do Estado tem sido de fundamental importância, avalia o prefeito Geraldo Braga. Mesma visão tem o empresário Atenágoras Reis Batista, diretor em Imperatriz da Seinc. “O setor registra avanços impressionantes de crescimento, a instalação da escola, portanto, foi decisiva”.

Estiveram na 1ª Feira do Couro de Governador Edison Lobão expositores de Imperatriz, Porto Franco, Montes e São Luís (renomada fábrica de máquinas de costura), bancos e parceiros, entre os quais Senai, Fiema, Iema e Governo do Estado. A expectativa era fechar significativo volume de negócios até a noite de sábado, quando o evento foi concluído com show da Comitiva do Forró. Atração à parte para empresários e o público.

Imperatriz

Representaram Imperatriz na abertura da 1ª Feira do Couro de Governador Edison Lobão, os vereadores José Carlos Soares Barros, presidente da Câmara Municipal; Rildo Amaral e Ricardo Seidel.

Raimundo Primeiro
Publicidade