Primeiro golpe no País foi em 7 de abril

Publicidade
Os golpes no Brasil são antigos. O primeiro deles aconteceu há exatos 186 anos. Quando o exército obrigou o Imperador brasileiro a largar o trono e favor de seu filho de apenas 5 anos de idade.

Veja reportagem que explica o segundo golpe.

Dom Pedro II aparece na foto desta página em sua cerimônia fúnebre com o travesseiro de terras brasileiras com o qual dormia. Foi seu último desejo.

No dia 7 de abril de 1831 Dom Pedro I abdicava de seu trono no Brasil em favor de seu filho - Dom Pedro II - que foi o segundo e último imperador do Brasil.

Pedro II herdou o trono aos 5 anos de idade, seu pai abdicou do trono quando partiu para a Europa, lá, Dom Pedro I lutaria e lideraria um exército numa guerra civil em Portugal. Dom Pedro II passou sua infância estudando e se preparando para o cargo. Teve como tutor José Bonifácio de Andrada e Silva que depois foi substituído por Manuel Inácio de Andrade Souto Maior Pinto Coelho. Outras duas figuras foram importantes na criação do jovem imperador, Mariana Carlota de Verna Magalhães Coutinho (depois Condessa de Belmonte), que detinha o cargo de aia desde o nascimento de Pedro II e Rafael, um veterano negro da Guerra da Cisplatina. Rafael era um empregado do paço em quem Pedro I possuía profunda confiança. Foi coroado aos 15 anos, em 1841, e reinou até a proclamação da república por Marechal Deodoro da Fonseca em 15 de novembro de 1889, quando foi deposto e exilado.

Até mesmo o hino nacional, cuja melodia foi composta em 1822 (ou provavelmente no decorrer de 1823) para comemorar a independência do Brasil e recebeu mais de uma letra, teve uma das letras que fazia alusão à abdicação da coroa de Dom Pedro I em sete de abril de 1831 (o chamado hino sete de abril). Após a proclamação da república abriu-se concurso para oficialização de um novo hino.

Pedro I, a frente de um exército em Portugal, empreendeu numa guerra civil que logo se estendeu para toda a península ibérica. Dom Pedro I morreu de tuberculose em 24 de setembro de 1834.

Após o golpe de 1889 Pedro II preferiu não impedir os esforços republicanos em acabar com a monarquia e com o Brasil império. Exilou-se em Paris, com poucos recursos, onde morreu sozinho (1891), já que a Imperatriz Teresa Cristina (sua espisa) faleceu na cidade do Porto, três semanas após a sua chegada à Europa e seus filhos estabeleceram-se em outro lugar.
(Acontecimento do Dia)

Redação
Publicidade >

Recomendação do Google: