Odebrecht é condenada nos EUA

Publicidade
A empreiteira brasileira Odebrecht foi condenada pelo Tribunal Federal do Brooklyn, nos Estados Unidos, e terá de pagar multa de US$ 2,6 bilhões por subornar agentes públicos no exterior.

Do valor total da multa, US$ 2,391 bilhões irão para o Brasil, US$ 93 milhões irão para o Tesouro dos EUA e US$ 116 milhões para a Suíça.

Antes, a Justiça dos EUA e a Odebrecht fizeram um acordo com uma pena de US$ 4,5 bilhões. Depois, a construtora afirmou que não conseguiria pagar mais de US$ 2,6 bilhões. Um estudo realizado com autoridades americanas e brasileiras concluiu que a penalidade deveria respeitar o valor mínimo alegado pela empresa.

Além disso, a Odebrecht também aceitou elevar seus investimentos no setor de compliance.

Em dezembro do ano passado, a empresa admitiu que pagou, ao menos desde 2001, a agentes públicos para fechar contratos em diversos países, como Venezuela, Peru, Colômbia, República Dominicana e Panamá. O valor total das propinas chegaria a US$ 788 milhões.

A Braskem, petroquímica do grupo Odebrecht, também admitiu que subornou agentes públicos e teve multa fixada em US$ 632 milhões.

Jornal GGN
Publicidade

Publicidade