Não dá mais para menosprezar a eleição para a Câmara

Publicidade
O PMDB, após o Carnaval do #ForaTemer, iniciou a sua Campanha da Insanidade com mais um ato de terrorismo político. Mais do que isso adotou a atitude desesperada de tentar convencer que inexiste salvação sem a reforma da previdência proposta pelo governo.

Tenta, na sua bestialidade, fazer crer que os investimentos empresariais e os programas sociais somente sobrevivem com medidas que extinguem, na prática, a aposentadoria pois obriga o trabalhador a ter sua carteira assinada por 50 anos para conseguir esse benefício.

Ao radicalizar dessa maneira, o PMDB conseguiu que a sociedade entendesse que a Previdência jamais foi deficitária. Ao contrário, dá lucro que poderia ser maior não fosse os sonegadores, em sua maioria, as grandes empresas do País.

Por isso, afora a eleição presidencial do próximo ano, deve-se estar atento para o voto em deputados e senadores. O brasileiro costuma votar no deputado federal, mas sequer se lembra, um ano depois, em quem votou. Diferente dos cargos majoritários, presidente, governador e senador.

Está na hora de pensar mais nesta importante eleição.

Frederico Luiz

Publicidade >







Recomendação do Google: