Temer é reprovado por 62,4%, aponta CNT-MDA

Publicidade
Enquanto o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva aparece com larga vitória frente a todos os cenários de intenções de votos para a Presidência em 2018, o atual presidente Michel Temer acumula reprovação da maioria dos brasileiros: 62,4%.

A informação é da pesquisa CNT-MDA, divulgada nesta quarta-feira (15), e que ouviu 2.002 pessoas, em 138 municípios nas 25 unidades federativas, entre os dias 8 e 11 de fevereiro.

As perguntas foram para analisar o desempenho pessoal de Temer no comando do Palácio do Planalto. A desaprovação de 62,4% dos entrevistados foi a segunda maior já calculada até agora na gestão do peemedebista.

Se logo quando apareceu como possível presidente, em fevereiro de 2016, obtinha 73,9% de desaprovação, obteve uma queda para 40,4% dessa rejeição em junho. Mas os números apenas cresceram desde então. Em outubro, 51,4% dos entrevistados não aprovavam seu desempenho. E, quatro meses depois, um salto de mais de 10 pontos percentuais.

Na mesma linha, se em junho 33,8% dos ouvidos aprovavam o desempenho do então novo presidente, esse número caiu para 31,7% em outubro e, agora, somente acumula um respaldo de 24,4% dos entrevistados.

As críticas calculadas pela pesquisa seguem quando se pergunta como está indo o governo do peemedebista. Apenas 1,2% analisou que a administração federal é "ótima", quase a metade do obtinha em outubro, com 2,1%.

Há um 38,9% que não vê o governo nem mal, nem bom, no caso, "regular".

Por outro lado, 26,5% acreditam que o governo Temer é "péssimo" e outros 17,6 analisam como "ruim": o que, juntos, somam 44,1% de opiniões negativas a Michel Temer, contra um total de 10,3% de imagens positivas.

Jornal GGN

Nota do editor da Aldeia: Acompanhe dois cenários: Com e sem Ciro Gomes. Apara acessar a pesquisa completa, aqui (PDF).


Publicidade

Publicidade