Assassinos de Brunno Matos são condenados

Publicidade
Carlos Marão, Diego Polary e João Gomes foram condenados na madrugada de hoje, sexta-feira, 03 de fevereiro, pelo assassinato do advogado Brunno Matos e por lesão corporal em Alexandre Matos e Kelvin Chiang. O crime aconteceu no dia 6 de outubro de 2014 e comoveu a capital do Maranhão, São Luís. Veja nos linques desta página, as circunstâncias desta tragédia.

Filho do DJ Polary, Diego Polary foi condenado a oito anos de prisão e recorreu da pena após a sentença e está em liberdade. Carlos Marão, que morava na casa vizinha ao crime, foi sentenciado a seis anos e também recorre em liberdade. O vigilante João Gomes foi condenado por lesão corporal a 1 ano, pena que pode ser comutada em trabalho comunitário.

Uma fonte garantiu ao Direto da Aldeia que a família do advogado Brunno Matos está revoltada com o resultado do julgamento. Considera as penas bastante leves e que os condenados podem recorrer em liberdade.

Direto da Aldeia publicou sobre assassinato de Brunno Matos
Reconstituição do assassinato de Brunno Matos
Roberto Rocha lamenta assassinato de Brunno Matos
Caso Brunno Matos: acareação reúne vítimas e acusado

Advogado Brunno Matos comemorava a vitória de Roberto Rocha no bairro Olho D'Água quando foi assassinado por Diego Polary. A foto é da reconstituição do crime. Foto: O Imparcial

Redação
Publicidade