Estadão delira com 600 mil no Rio…

Publicidade
“A Polícia Militar informa que, aproximadamente, 15 mil pessoas estiveram presentes durante manifestação no horário de maior concentração de pessoas, que foi entre 16h e 16h30. Os organizadores ainda não divulgaram a estimativa.”

Os números são do insuspeito G1 e acho até que pode ter havido mais gente do que este cálculo, talvez 20 ou 30 mil.

Não é uma pequena manifestação, é muita gente, mas é muito menor do que tantas que se fizeram ali, contra e a favor do impeachment de Dilma Rousseff.

Mas o “Troféu Viajandão” de hoje vai para os editores do O Estado de São Paulo, que transformam os talvez 10 ou 15 mil manifestantes do Rio de Janeiro em – pasme! – 600 mil pessoas!!!!


Será que temos um novo “Verão da Lata” por aqui, com essa avaliação dos organizadores?

Até não é a pior hipótese, porque “agentes de segurança” ouvidos pelo jornal falavam em 400 mil!, o que dá uns sete ou oito estádios do Maracanã lotados.

É impressionante o papel que a mídia desempenha.

O dia inteiro de transmissão da Globonews – eu suportei, não me pergunte como – foi de frases idiotas como “os manifestantes manifestaram (sic) muita criatividade”, “as pessoas foram para casa, fizeram os cartazes e vieram à manifestação” e coisas do gênero, além do tradicional “famílias inteiras vieram…”

Algumas pessoas criticaram o que eu disse aqui sobre ser bom para o País Sérgio Moro assumir-se candidato.

Se ele quer o poder, ou se querem o poder os rapazes de Curitiba, há um meio legítimo: as urnas.

E aí vai se saber “quantas divisões” tem Moro.

Com uma vantagem: ele não poderá mandar prender o seu adversário.

Fernando Brito, Tijolaço
Publicidade