Começou a requalificação da Beira Rio

Publicidade
As obras de requalificação da Avenida Beira Rio, em Imperatriz, já foram iniciadas. Nesta etapa, o Governo do Maranhão vai executar os serviços de contenção das erosões, um investimento de R$ 3.129.045,00 e a estimativa de término é para os próximos 150 dias. Atualmente, a erosão é um dos problemas mais sérios da avenida, pois coloca em risco as pessoas que frequentam o local e as estruturas urbanas existentes.

Além disso, há pouca diversidade de equipamentos e áreas adequadas a atividades culturais, esportivas, de lazer e integração. Segundo o secretário de Estado da Infraestrutura o objetivo da obra é mudar esta realidade, trazendo um espaço em que a população tenha orgulho de frequentar.

De acordo com o Secretário de Estado da Infraestrutura Clayton Noleto o governo está empenhado em entregar a primeira etapa da obra de revitalização da Avenida Beira-rio em julho de 2017. “Outra demanda histórica, desejo antigo da população que vamos entregar para que a população volte a ter o espaço de convivência, lazer e contemplação do Rio Tocantins, enfim devolver o cartão postal da nossa cidade que os imperatrizenses tanto merecem”, frisou Noleto.


Com a revitalização, os imperatrizenses poderão contar com um ambiente muito mais confortável, bonito e seguro, composto por praças e jardins descortinados, estacionamento, espaço para feirantes populares, para contemplação e lazer infantil e calçadões. Outro diferencial é o espaço de apoio, que irá abrigar sanitários públicos, administração local, posto policial, posto de primeiros socorros, entre outros.

A vendedora autônoma Vicença Silva trabalha todos os dias na avenida e vê na reforma, a possibilidade de mais lucros e, consequentemente, melhor qualidade de vida. “Nosso espaço de trabalho vai ficar mais bonito para receber nossos clientes”, acrescentou. Já para a dona de casa Claudia Ribeiro o espaço vai ficar mais aconchegante. “É um local que gostamos bastante. É o principal espaço de lazer da cidade e com a reforma, pode ficar mais frequentada”, disse.

Agência de Notícias Maranhão
Publicidade