Maranhenses são premiados na Mostratec

Publicidade
A 31ª Mostra Brasileira de Ciência e Tecnologia/Mostra Internacional de Ciência e Tecnologia (Mostratec 2016), realizada entre 24 e 28 de outubro, em Novo Hamburgo-RS, pela Fundação Liberato, contou este ano com a participação de mais de 700 projetos de pesquisa, com representação de 21 países. Os centros de ensino Dorgival Pinheiro de Sousa e Nascimento de Moraes, ambos de Imperatriz-MA e pertencentes à rede pública estadual, participaram da mostra com dois projetos, nos quais estudantes pesquisadores representaram o Maranhão. A premiação ocorreu no Teatro Feevale, no último dia 28.

O CE Dorgival Pinheiro de Sousa participou da Mostratec com a pesquisa ‘Eu sou responsável pela água do futuro’, do aluno Elian Vitor de Oliveira, tendo como orientadora a professora Ley Vane Rodrigues de Aquino. O aluno recebeu o Prêmio Pesquisador CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico), que contempla uma Bolsa de Iniciação Científica Junior para continuar desenvolvendo seu projeto.
Alunos da rede estadual de Imperatriz recebem prêmios em Nova Hamburgo-RS. Foto: Mostratec
Alunos da rede estadual de Imperatriz recebem prêmios em Nova Hamburgo-RS. Foto: Mostratec
O Governo do Estado, por intermédio da Secretaria de Estado da Educação, na pessoa do secretário Felipe Camarão, foi um dos apoiadores da participação desse projeto científico na Mostratec 2016. “Fazer pesquisa no ensino médio no Brasil é um grande desafio, pois precisamos de todo apoio para que ela se torne uma realidade inserida ao currículo escolar. Só com o apoio de todas as instâncias do poder público poderemos, com qualidade, levar os resultados dessas pesquisas para apresentações em eventos junto à comunidade científica no Brasil. Só através do apoio poderemos tornar o sonho possível e, desta forma, poderemos também transformar a realidade da sociedade que estamos inseridos”, disse, emocionada, a gestora do CE Dorgival Pinheiro de Sousa, profª Jeassimonne Paulino de Carvalho Rocha.

Com a pesquisa ‘Análises físico-químicas da farinha do Hymenaea courbaril como suplemento alimentar no combate à anemia e desnutrição infantil’, sob a orientação dos professores Vanderlene Brasil Lucena e do Zilmar Timoteo Soares, o aluno Luis Claudio Lucena Duarte, do CE Nascimento de Moraes, foi destaque durante a Mostra. O projeto, que tem o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa e Desenvolvimento Científico do Maranhão (Fapema), recebeu o Prêmio da Revista InCiência, que consiste na publicação da pesquisa no periódico digital de pré-iniciação científica e tecnológica ‘InCiência’, com mérito ao desempenho na Mostratec 2016.

O projeto do estudante também foi selecionado para participar da Intel Isef 2017, que acontecerá de 14 a 19 de maio de 2017, em Los Angeles - Califórnia, com tudo pago, como prêmio por sua dedicação, além de receber premiação correspondente ao 2º lugar na área de Bioquímica.

“Parabenizo todas as escolas que têm incentivado seus alunos a fazerem pesquisa. Educar, aprender pela pesquisa é a forma mais eficaz de aquisição de conhecimento. É muito gratificante ver nossos jovens estudantes participando de eventos científicos nacionais e internacionais, sendo reconhecidos e premiados. Parabéns aos professores orientadores e aos gestores escolares que incentivam, orientam e buscam condições para que os alunos façam pesquisa e apresentem resultados nas mostras científicas”, enfatizou a gestora Regional de Educação de Imperatriz, Orleane Evangelista de Santana.

Cida Marconcine, Agência de Notícias Maranhão
Publicidade