Feira Agritec promove intercâmbio

Publicidade
Durante a última Feira da Agricultura Familiar e Agrotecnologia do Maranhão (Agritec) realizada de 27 a 29 de outubro, em Viana, piscicultores de municípios do território Campos e Lagos marcaram presença na Feira em busca de conhecimento para aprimorar a atividade em sua comunidade.

Conhecida em todo o Maranhão, a piscicultura desenvolvida no povoado Itans, no município de Matinha, foi um dos destaques na Agritec com a exposição de maquete e peixes produzidos na comunidade, e, ainda, oportunizou o acesso dos produtores ao crédito rural.

A comunidade, que iniciou o projeto de piscicultura em 2009, é uma grande produtora de peixe em tanque escavado no estado e no país, que somam 450 tanques e com produção prevista para este ano de 2.200 toneladas.
Presidente da Agerp conversa com piscicutlores de Itans na Agritec
Presidente da Agerp, Júlio César, conversa com piscicutlores de Itans. Foto: +GovernoMA 
Oito piscicultores de Itans, na Agritec, tiveram projetos aprovados para acesso ao crédito rural do Pronaf B e V, linhas de financiamento de crédito do Banco do Nordeste (BNB), no valor de R$ 703 mil a serem investidos em atividades agropecuárias e não-agropecuárias.

Do Pronaf ‘Mais Alimentos’, do Banco do Brasil, cinco piscicultores de Itans acessaram o total de R$ 186 mil, que serão investidos em infraestrutura produtiva da propriedade, e, assim, criar condições necessárias para o aumento da produção e da produtividade da piscicultura. Os projetos aprovados foram elaborados pela Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Agerp) da Regional de Viana.

Para o presidente da Associação de Piscicultores de Itans, Elizeu Gomes Silva, um dos produtores que acessou o Pronaf ‘Mais Alimentos’, a Agritec proporcionou a ampliação do conhecimento referente à produção rural e mostrou que o país só pode crescer se produzir com eficiência e qualidade, e, para isso é preciso que o Governo continue investindo no setor primário, como faz realizando a Agritec para obter grandes resultados.

“Nós, hoje, temos crédito nas instituições financeiras. Iniciamos o financiamento com R$ 5 mil e acessamos, agora, acima de R$ 100 mil. Isto só é possível porque temos empregado com responsabilidade o crédito que financiamos e temos comprometimento em pagar o banco. Estamos crescendo e esse crescimento é devido ao Governo do Estado estar nos apoiando”, ressaltou Elizeu.

O bem-sucedido projeto de piscicultura de Itans incentiva outras comunidades da Baixada e até de outros estados a investir nessa atividade. Esse é o caso da comunidade quilombola Cacoal, em Viana, que iniciou um projeto de piscicultura em 2015 e já possui 9 tanques escavados.

Cerca de 30 produtores de Cacoal participaram de cursos e oficinas na Agritec e puderam conhecer outras alternativas de produção para investir. De acordo com o presidente da Associação de Produtores de Cacoal, Jorge Daniel, “a Agritec abriu um espaço para o pequeno agricultor se capacitar, é uma oportunidade única e que foi aproveitada ao máximo pelos agricultores de Cacoal e esperamos que seja feita outra Feira aqui”.

Para o presidente da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Agerp), órgão que compõe o Sistema da Agricultura Familiar, Júlio César Mendonça, a importância da piscicultura na região toma um significado maior quando refletida na presença dos piscicultores na Agritec.

“Percebemos claramente o quanto a piscicultura na Baixada gera emprego e renda na região. Várias comunidades estão investindo na piscicultura por ser de fácil manejo, possuir grande rentabilidade e aqui na Agritec eles estão mostrando a importância dessa atividade para desenvolver a agricultura familiar da Baixada”, ressaltou o presidente Júlio.

Agritec

A Agritec é promovida pelo Governo do Estado, por meio do Sistema da Agricultura Familiar, composto pela Secretaria de Agricultura Familiar (SAF), a Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e de Extensão Rural do Maranhão (Agerp) e o Instituto de Colonização e Terras do Maranhão (Iterma), e integra um conjunto de ações para o desenvolvimento do setor rural em todo Maranhão, com o objetivo de fornecer espaços para troca de experiências e ampliar o conhecimento tecnológico em benefício dos agricultores familiares.

Samara Andrade, Agência de Notícias Maranhão
Publicidade

Publicidade