Crescer sem Medo e Renegociação

Publicidade
Na atual conjuntura de crise econômica, o Sebrae vê como imprescindível o parcelamento de dívidas de micro e pequenas empresas junto ao Simples Nacional, haja vista que as mesmas poderão continuar com as portas abertas, gerando empregos e permanecendo no sistema de simplificação tributária.

A partir de agora, os pequenos negócios poderão negociar o débito do Simples junto à Receita Federal em até 120 meses – antes, o prazo era de 60 meses.

A medida, foi uma das aprovadas pelo Lei Complementar 155 – Crescer sem Medo, sancionada no dia 27 de outubro pelo presidente Michel Temer, e que faz modificações na LC 123/2006 – a Lei Geral da Microempresa e Empresa de Pequeno Porte.

Por conta disso, o Sebrae arregimentou esforços e, em seu papel de orientador dos pequenos negócios, vai encampar a campanha ‘Mutirão da Renegociação’, que visa incentivar os empreendedores a regularizarem suas dívidas tributárias, bancárias, locatícias e com fornecedores.

Nesta quinta-feira, às 17h, no auditório Armando Gaspar (Sebrae Jaracati), o Sebrae no Maranhão promove a palestra “Crescer sem Medo: as mudanças na Lei 123/2006 e as oportunidades para os pequenos negócios”. O objetivo é explicar as mudanças advindas com a nova legislação e a campanha Mutirão da Renegociação para empreendedores, contadores e imprensa local.

Estarão à disposição para entrevistas dirigentes do Sebrae, empreendedores e contadores para possíveis sonoras de TV e entrevistas para rádio, jornal e web.

Sebrae
Publicidade