TRE impede divulgação de pesquisa

Publicidade
A opinião na internet impediu mais um crime eleitoral. Aldeia Global NET, Blog do Felipe Klamt, Maranhão da Gente e Luís Pablo, entre outras páginas, publicaram sobre a antecipação da divulgação de pesquisa eleitoral do instituto Escutec, contratado pelo jornal O Estado do Maranhão e que pretendia aferir a intenção de voto do eleitorado ludovicense no segundo turno.

Atendendo pedido da coligação Pra Seguir em Frente de Edivaldo Holanda Júnior e Júlio Pinheiro, vencedores do 1º turno, o juiz plantonista do Tribunal Regional Eleitoral, Reinaldo de Jesus Araújo vetou nesta quarta-feira, 12, o Partido da Mobilização Nacional (PMN) e seu candidato, Eduardo Braíde de divulgarem a pesquisa que estava prevista sua publicação para hoje, mas que começou a circular em grupos de WhatsApp e outras redes sociais desde ontem,  terça-feira, 11.

Quem nunca comeu mel...

O ditado acima do subtítulo acima termina assim: ... acaba se lambuzando. Alguém do staff de campanha deve ter autorizado o vazamento. E a campanha de Braíde até poderia ter o comemorar hoje, mas quem semeia ventos e descumpre a lei, colhe tempestades e reveses judiciais.
TRE impede divulgação de pesquisa
Clique na imagem e veja as provas do vazamento da pesquisa. Imagem: Fac-símile, TSE
Publicidade