Mineradora investe R$180 milhões

Publicidade
A empresa canadense Luna Gold Corporation apresentou, nesta segunda-feira (24), à equipe do Governo do Maranhão, os projetos de operação de retomada das atividades em Godofredo Viana, localizado a 300 km de São Luís. Durante as tratativas foi anunciado o aumento de investimentos, que antes seriam de R$ 130 milhões, mas, com o avanço no processo de licenças ambientais e o apoio de diversos órgãos estaduais, os investimentos agora passaram a somar R$ 180 milhões.

Foram apresentados os detalhes do plano de ativação da atual mina, batizada de Piaba, e de Tatajuba, chamada de mina satélite. Com a retomada das operações, aproximadamente 1000 empregos diretos durante a construção serão gerados.
Governo cria ambiente favorável aos negócios e mineradora anuncia aumento em investimentos no Maranhão‏
Simplício Araújo e o executivo Douglas Meirelles durante apresentação dos projetos. Foto: Adriano Martins
O secretário de Indústria e Comércio, Simplício Araújo, ressaltou durante as apresentações a preocupação na contratação de serviços e compra de produtos locais. “Ano passado assinamos Termo de Compromisso com a empresa preocupados em dar maior atenção e dedicação aos fornecedores locais, de maneira que possamos deixar um legado social na região”. Segundo o gestor, a estratégia será a realização de rodadas de negociação entre a Luna Gold e fornecedores locais por meio da atuação do programa ‘Maranhão Mais Produtivo’.

A previsão, segundo a empresa, é que as novas operações comecem em 2018. “Isso foi um resultado direto dessa parceria com o Governo do Estado, o que proporcionou uma segurança muito grande por parte dos investidores da empresa que aumentaram os investimentos em R$ 50 milhões. Buscamos vencer algumas etapas. Nós estamos apresentando a próxima etapa e o futuro do projeto da mineração Aurizona”, disse o diretor-executivo da empresa, Douglas Meirelles.

Expansão

Tatajuba é uma mina satélite, com um quarto de tamanho da mina atual da empresa em Godofredo Viana. Mas, de acordo com os executivos da Luna Gold, há um potencial de investimentos em pesquisa, visando aumentar o tamanho do satélite. O Objetivo, segundo a empresa, é integrar ambas as minas, e estender a vida de piaba em mais dois anos.


Escola Digna

Em junho o grupo empresarial e o Governo do Maranhão assinaram um termo de compromisso, com prerrogativas, como a construção de escolas por meio do Programa ‘Escola Digna’, que tem o intuito de substituir escolas improvisadas de taipa, palha, galpões ou outros estabelecimentos considerados inadequados, por estruturas de alvenaria. Além da construção e manutenção de estrada de acesso ao povoado Aurizona, onde a empresa desenvolve suas atividades.

Com o anúncio do aumento dos investimentos, o secretário Simplício Araújo, avançou no diálogo referente a ampliação da construção de unidades escolares na região além de provocar a empresa para aumentar também a contrapartida social na região. Os representantes da empresa aceitaram o aumento e irão dialogar com o novo gestor da cidade, em reunião a ser marcada na Secretaria de Industria e Comércio nos próximos meses.

Audiência Pública

No próximo dia 24 será realizada uma audiência pública com a comunidade da região onde se localiza a nova mina chamada de Tatajuba. O objetivo é mostrar as potencialidades sociais e econômicas que o empreendimento propiciará a região.

Adriano Martins, Agência de Notícias Maranhão
Publicidade