Governo federal atrasa coquetel

Publicidade

Portadores do HIV em Imperatriz denunciam falta de medicamentos

Os portadores do vírus HIV, em Imperatriz, a 626 km de São Luís, denunciam a falta de medicamentos básicos para o tratamento. Há mais de dez dias alguns medicamentos estão em falta e, segundo eles, essa não é a primeira vez. Quem depende do tratamento para ter qualidade de vida pede que o problema seja resolvido com urgência.

Como é o caso de um jovem que prefere não se identificar. Ele afirma que pela segunda vez o seu tratamento foi interrompido por falta do medicamento. “Da outra vez em que faltou eu tive a sorte de ter um conhecido para pegar emprestado com ele e depois devolver em seguida. Mas até eu conseguir isso demorou um pouquinho mais. Eu me senti um pouco inseguro até que chegar em algumas pessoas e dizer “olha aconteceu isso comigo e eu preciso de uma medicação. Você conhece alguém que eu possa pegar emprestado?” Aí eu consegui esse amigo e por sorte ele tinha. Só que dessa vez ele não tinha. Ele também está na mesma situação que eu. É geral””, contou.
Clique na imagem e assista reportagem da TV Mirante. Foto: G1-MA
Os coquetéis precisam ser tomados diariamente. É através desses medicamentos que a carga viral é reduzida e impede a transmissão pelo sexo, por exemplo. Por isso, além de proporcionar qualidade de vida para o portador, os medicamentos ainda previne que o vírus se espalhe.

O coquetel é uma combinação de remédios, que ainda é a melhor garantia de sobrevivência para o portador do HIV e embora a Coordenação do Programa Municipal DST/AIDS justifique que a falta de medicamentos é devido ao atraso na distribuição pelo Governo Federal quem faz o tratamento sofre com incerteza do que pode vir.

Sobre a falta de medicamentos, a coordenação do Programa DST/AIDS em Imperatriz informou que os medicamentos em falta são enviados pelo Ministério da Saúde, por meio da Coordenação Estadual do Programa, mas devido à falta dos remédios nos laboratórios do Governo Federal houve atraso na distribuição em Imperatriz. A Prefeitura do Município informou que os coquetéis já chegaram à Coordenação Estadual do Programa, em São Luis e que até o fim da semana deverão ser entregues aos pacientes que fazem tratamento em Imperatriz.

G1-MA
Publicidade