Curso de conservação e zeladoria

Publicidade
Pacientes do Centro de Assistência Psicossocial Álcool e Drogas (Caps AD Estadual e Municipal) e Unidade de Acolhimento (UA), iniciaram mais um curso profissionalizante para auxiliar no processo de reintegração social e garantir uma nova oportunidade de vida aos ex-dependentes químicos. A capacitação é realizada com o incentivo do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES) em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial do Maranhão (Senac/MA), e Secretaria de Segurança Pública (SSP-MA).
Governo oferece curso profissionalizante para pacientes do Caps AD e Unidade de Acolhimento
Governo oferece curso profissionalizante para pacientes do Caps AD e Unidade de Acolhimento. Foto: Julyane Torres
O curso ‘Conservação e zeladoria’ acontece na sede da Unidade de Acolhimento da Cohab e terá carga-horária de 84 horas, com previsão de conclusão no dia 20 de outubro. A triagem dos inscritos foi feita a partir de uma avaliação do quadro clínico dos pacientes. Aqueles que manifestaram interesse em participar e passaram pela avaliação da equipe multiprofissional foram inseridos na turma, sob a instrução da professora do Senac, Janaina Brandão.

“Há quinze anos trabalho com programas de ressocialização. A contrapartida deles é sempre satisfatória. Nessa turma, o que me chama atenção é que são alunos interessados em aprender, que fazem perguntas, tiram suas dúvidas e mostram que realmente querem aproveitar a oportunidade que é, sobretudo, de voltarem a ter dignidade através do trabalho”, considerou a instrutora do SENAC.

As aulas serão divididas em práticas e teóricas, além de oportunizarem visitas em hotéis para avaliação dos processos de trabalho do serviço de zeladoria. Na tarde dessa terça-feira (4), os alunos estiveram no Brisamar Hotel e aproveitaram a oportunidade para esclarecer as dúvidas e comparar a teoria com a prática.

Mayara Patrícia Santos, de 27 anos, já foi paciente da UA e atualmente está no Caps AD. Há quatro meses ela não faz uso de drogas e considera essa conquista fruto da participação nos três cursos oferecidos. “Essa é uma forma que encontrei de ocupar a minha mente e me profissionalizar. Participei dos três cursos, mas estou gostando mais desse. Essas visitas são legais pra gente observar como eles fazer o trabalho. Isso tudo me deixa muito feliz. Com esse trabalho vou poder cuidar da minha filha e continuar ‘limpa’ das drogas que me afastava da minha dignidade. Sem dúvidas isso só ajuda quem estava sem perspectivas”, completou Mayara Santos.

Segundo o coordenador do Caps AD Estadual, Marcelo Costa, após a conclusão deste curso, os alunos certificados terão, dentre outras oportunidades, a de trabalhar no Grupo Mateus. “Esse é um projeto de reinserção social e laboral que, pela primeira vez, terá ao final uma garantia de empregabilidade através dessa parceria com o Grupo Mateus. Sabemos da importância de não oferecer um tratamento apenas direcionado pelo medicamento. É importante aliar um conjunto de ferramentas que realmente contribuíam para a eficácia dos tratamentos e o afastamento definitivo do uso de álcool e outras drogas”, pontuou Marcelo Costa.

Este é o terceiro curso oferecido este ano para os dependentes químicos em tratamento nos serviços de saúde do Estado. No primeiro semestre uma parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), oportunizou o curso de ‘Doces e Salgados’ e, no mês de agosto, foi realizado através do Senac o curso de ‘Pães e pizzas’, o qual formou 25 pizzaiolos.

Mariana Salgado, Agência de Notícias Maranhão
Publicidade