Artesanato comemora resultados em SP

Publicidade
Durante quatro dias, 320 artesãos apresentaram suas peças para um público estimado em 20 mil pessoas, que lotou, de 20 a 23 de outubro, o Centro de Exposições Anhembi – Pavilhão Oeste, na feira Brasil Original, realizada na capital paulista. O estande do Maranhão contou com a presença 12 profissionais artesãos, além de peças de outros seis maranhenses que enviaram suas criações para a venda. O resultado deles foi altamente satisfatório, registrando a comercialização de 3.720 peças e faturamento de R$ 78.800.

A inclusão do Maranhão na feira Brasil Original foi promovida pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Estado da Cultura e Turismo (Sectur), Coordenação Estadual de Artesanato e com apoio do Programa do Artesanato Brasileiro (PAB) e Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

“A participação do Maranhão respondeu com excelentes resultados. Acreditamos que a qualidade, beleza e identidade cultural do nosso artesanato, além da beleza do estande e organização do evento sejam os responsáveis por esse sucesso”, destaca o secretário adjunto de Turismo da Sectur, Hugo Veiga.
Artesã maranhense Simei Dantas ficou satisfeita com a comercialização de produtos de matriz africana na feira
Simei Dantas ficou satisfeita com a comercialização de produtos de matriz africana. Foto: Divulgação
A artesã maranhense Simei Dantas, que participou pela primeira vez de uma feira de artesanato, comercializou produtos de matriz africana como saias e turbantes, ligados à tradição do tambor de crioula. Ela ficou surpresa com o sucesso. “Nunca imaginei que tivéssemos um resultado tão bom. Em tudo, o evento superou as expectativas”

Direto da Aldeia Global publicou sobre a Feira Brasil Origial:
Artesanato encanta na 1ª Brasil Original
Catálogo com artesãos maranhenses

Simei Dantas destacou o apoio do Governo do Estado e do Sebrae que, segundo ela, garantiram total segurança aos participantes. “Todo processo foi feito de forma democrática e transparente. Vendi muito mais que o esperado, mas a participação na feira vai além do retorno econômico. Ganhamos experiência, trocamos conhecimento com outros profissionais e divulgamos verdadeiramente a nossa cultura popular; apresentamos saberes e fazeres”, comemora.

Para a coordenadora do Programa Estadual de Artesanato, Viviane de Jesus, “participar de feiras em São Paulo é o desejo da maioria dos artesãos, uma vez que lá está um dos maiores mercados de apreciadores e consumidores de produtos artesanais".

O objetivo da Sectur, por meio do Programa Mais Artesanato, é valorizar, divulgar, fortalecer o artesanato e oferecer canais de comercialização, ao passo em que fomenta a geração de renda, respeitando a tradição da cultura popular.

Agência de Notícias Maranhão
Publicidade