Vídeo: governador de Goiás é baleado

Publicidade
O vice-governador e secretário de Segurança Pública de Goiás, José Eliton (PSDB), e o ex-prefeito de Itumbiara (GO) Zé Gomes (PTB), que concorria à prefeitura e tinha 70% das intenções de voto, foram vítimas de um atentado na tarde desta quarta-feira (28/9), no município goiano, que fica a 426km de Brasília. Gomes e um segurança, que era Policial Militar, morreram na ação.

Durante uma carreata (foto abaixo), o caminhão onde estavam Eliton, Gomes, o deputado estadual José Antônio (PTB), o advogado da prefeitura da cidade, Célio Rezende, o segurança Vanilson Rodrigues, o deputado federal Jovair Arantes (PTB) entre outras pessoas, foi abordado por outro veículo, de onde o agressor começou a disparar. A população que acompanhava o evento entrou em pânico.
Carro onde estavam os políticos, minutos antes do atentado. Zé Gomes (de vermelho), e José Eliton à direita dele
Carro onde estava a comitiva, minutos antes do atentado. Zé Gomes (de vermelho), e José Eliton à direita. Foto: WhatsApp
Momento em que o assassino começa a disparar contra os políticos em Itumbiara
Momento em que o assassino começa a disparar contra os políticos em Itumbiara. Foto: WhatsApp
Eliton foi atingido por dois disparos no abdômen. Gomes foi alvejado na cabeça e morreu pouco após chegar ao hospital. O segurança também não resistiu aos ferimentos. O ex-secretário de comunicação da cidade Célio Rezende levou um tiro no abdômen e está em estado grave. Não há informações sobre o local onde José Antônio foi atingido.





A Polícia Militar de Goiás trocou tiros com o suspeito, que morreu na hora. Trata-se de Gilberto Ferreira do Amaral, 53 anos. Ele era auxiliar de serviços gerais da Secretaria de Saúde de Itumbiara. Ainda não se sabe o que teria o motivado a cometer o crime. Ele usava uma pistola calibre 40.

Repercussão

Em missão comercial nos Estados Unidos, o governador Marconi Perillo (PSDB) recebeu a informação do atentado logo após o crime. “Estou chocado e muito abalado”, afirmou. Com José Eliton afastado, o presidente da Assembleia Legislativa de Goiás, Helio de Sousa (PSDB), assumirá o governo até Marconi voltar da viagem, o que devo ocorrer nesta quinta-feira (29).

Boatos de que o vice-governador também teria morrido chegaram a circular nas redes sociais. No entanto, em nota oficial, o governo de Goiás desmentiu os rumores. Veja abaixo:

“O estado de saúde do governador em exercício e secretário de Segurança Pública de Goiás, José Eliton, é estável e ele não corre risco de morte. José Eliton está sedado e em procedimento de transferência, em UTI aérea, para Goiânia, onde será internado no Hospital de Urgências Doutor Otávio Lage de Siqueira (Hugol). O advogado da prefeitura de Itumbiara Célio Rezende também está em procedimento de transferência para o Hugol, em Goiânia, na mesma UTI área em que é transportado o governador em exercício.”

O governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, também divulgou nota de pesar. “O governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, repudia veementemente o atentado em Itumbiara e lamenta profundamente as mortes do ex-prefeito da cidade José Gomes e do policial militar Vanilson Rodrigues. Rollemberg manifesta as condolências aos amigos e familiares de José Gomes e de Vanilson Rodrigues e deseja a pronta recuperação do vice-governador e secretário de Segurança Pública de Goiás, José Eliton, ferido no ato. O atentado foi uma afronta à democracia. É inaceitável que a violência se sobressaia aos anseios e à liberdade de escolha da população”.

Larissa Rodrigues, Metrópolis

Nota do editor da Aldeia: As imagens mostram que o assassino não morreu na hora. E com ele a chave do mistério sobre o crime
Publicidade

Publicidade