Ribinha quer a cidade do emprego

Publicidade

Ribinha: “Em parceria com instituições públicas e privadas vamos tornar Imperatriz a cidade do emprego”

Um dos principais pilares do projeto de gestão do candidato a prefeito Ribinha Cunha é o apoio ao pequeno empreendedor. Em visita ao setor Mercadinho na segunda-feira (19), Ribinha ouviu relatos de trabalhadores e comerciantes sobre a problemática da alta carga tributária cobrada a esse segmento da economia.

As imagens da visita na lente de Dávila Henrique

Ribinha: “Em parceria com instituições públicas e privadas vamos tornar Imperatriz a cidade do emprego”

Ribinha: “Em parceria com instituições públicas e privadas vamos tornar Imperatriz a cidade do emprego”

Ribinha: “Em parceria com instituições públicas e privadas vamos tornar Imperatriz a cidade do emprego”

“Não é apenas nós comerciantes que sentimos o peso, é toda a população que precisa consumir principalmente alimentos. A gente só trabalha pra pagar imposto. Os comerciantes estão pra fechar as portas”, relatou Cledson Sena, pequeno comerciante do ramo de frutas.

De acordo com Ribinha, o objetivo é buscar estratégias para dar suporte aos pequenos e médios empreendedores, responsáveis por mais de 70% do comércio local:

“Em parceria com instituições como o Sebrae, Sine, Associação Comercial e CDL, vamos tornar Imperatriz a cidade do emprego com programas de ingresso no mercado de trabalho e também dar suporte aos empreendedores, com isso atrair mais investimentos e consolidar um ciclo virtuoso em nossa economia”, disse Ribinha ao enfatizar a importância da participação popular nos processos decisórios de uma gestão.

Ribinha acredita que é importante fazer com que toda a sociedade seja ouvida antes de serem tomadas decisões como essa, que afetam diretamente no bolso do trabalhador:

“Pela importância que Imperatriz tem na economia do estado, principalmente por seu papel nos mercados atacadista e varejista, temos o direito de ser consultados sobre decisões importantes como essa, e sensibilizar o governador que buscar outras alternativas de geração de emprego e renda ainda são a melhor opção para superar crises”.

Takashi Assessoria
Publicidade