Petrobras: certeza e provas de novo roubo

Publicidade

Os novos ladrões da Petrobras

A nova diretoria da Petrobras está roubando.

Não, não a estou acusando de estar fazendo as “baruscadas” ou as “youssefadas” de anos atrás.

Não estou dizendo que o Sr. Pedro Parente tem contas no exterior.

Este blog não trabalha com convicções pré-concebidas em lugar de provas, como certos procuradores.
Mas há provas, sim, de que estão roubando a oportunidade de milhares de trabalhadores brasileiros demitidos da indústria naval de voltarem a trabalhar.

De que estão roubando a possibilidade de investimentos da ordem de pelo menos US$$ 1,2 bilhão na indústria nacional, cujas plantas estão às moscas.

De que estão retardando a recuperação de nossa atividade industrial e, portanto, a da economia.

Acuso, porque alertado pelo Paulo Henrique Amorim, leio na Folha que “a Petrobras pediu à ANP autorização para contratar no exterior a primeira plataforma de produção de petróleo da área de Libra, no pré-sal”, tal como era feito nos tempos de Fernando Henrique, que levou nossa industria naval ao bagaço.

Ah, mas aqui é mais caro…

Negociem, apertem… Ou vocês acham que indústrias que estão quebrando não se dispõem a apertar os preços até o talo para continuarem abertas?

Distribuam esta notícia na Ponta da Areia, em Niterói, onde quase nove mil operários navais estão vivendo de biscates e favores e depois mandem o Pedro Parente lá explicar como é que vai mandar fazer o navio na Coreia ou em Singapura, como fez, com consequências desastrosas, o falecido Roger Agnelli, da Vale.

Não esqueçam de mandar junto uma tropa da Força Nacional de Segurança.

Fernando Brito, Tijolaço
Publicidade