Parceria inédita com Escola de Cegos

Publicidade
Há 49 anos a Escola de Cegos do Maranhão (Escema) garante educação para crianças e jovens que não enxergam. A missão da escola foi isolada ao longo de toda sua história, até esta quinta-feira (15), quando foi firmada parceria com o Governo do Estado. Reconhecendo a importância da educação inclusiva, o governador Flávio Dino assinou Termo de Cooperação Técnica com Escema, a fim de potencializar as ações desenvolvidas na unidade e melhorar o atendimento aos deficientes visuais.

Com o convênio, o governo vai disponibilizar professores e coordenadores pedagógicos capacitados para trabalharem na Escola de Cegos. “E isso se conjuga com nossa visão de extensão do direito à educação para milhões de pessoas, inclusive para o segmento da chamada educação especial. É possível, hoje, prover com os profissionais necessários para que possam atender a mais pessoas, com mais eficiência. É um reconhecimento que nós fazemos ao trabalho desta instituição e um desejo de que a inclusão social de fato chegue aos lares de todos os maranhenses e que todos os segmentos sintam a presença do nosso Governo”, explicou o governador Flávio Dino.

As imagens de Nael Reis da assinatura do convênio

Pela primeira vez Governo do Estado firma parceria com Escola de Cegos do Maranhão‏

Pela primeira vez Governo do Estado firma parceria com Escola de Cegos do Maranhão‏

Pela primeira vez Governo do Estado firma parceria com Escola de Cegos do Maranhão‏

Pela primeira vez Governo do Estado firma parceria com Escola de Cegos do Maranhão‏

O Governo do Estado tem preocupação especial em garantir o acesso de pessoas com deficiência a todas as políticas públicas, por isso várias ações são implementadas pela gestão. A parceria com a Escola de Cegos, por exemplo, só foi possível graças ao último concurso para professores do estado, em que foi disponibilizado, pela primeira vez, cargos para Educação Especial.

“Mais uma ação inclusiva do Governo do Estado, já tínhamos ações na área do Transporte, com o projeto Travessia, na área da Cultura, na Biblioteca Benedito Leite, na área da Educação mesmo, realizamos concurso pela primeira vez na história para professores da educação especial e intérprete de libras. E agora estamos fazendo esse termo de cooperação técnica com a escola de cegos. Com 49 anos de existência, pela primeira vez o Governo do Estado vai apoiar, permitindo que os serviços sejam melhorados no ensino fundamental, e com a possível expansão para o ensino médio”, destacou o secretário de Estado de Educação, Felipe Camarão.

A Escema é uma entidade filantrópica e atende 60 pessoas com deficiência visual, oferecendo educação no regime de internato e externato, oferecendo educação, da Alfabetização em Braille ao 9º ano do Ensino Fundamental, tendo como público-alvo crianças a partir dos seis anos de idade, jovens e adultos com deficiência visual. A gestora da instituição, Maria Raimunda da Silva Rocha, disse ser esse um momento histórico para a Escola, que, segundo ela, nunca tinha sido enxergada pelo poder público.

“É com imensa satisfação que hoje a gente recebe esse grande marco não só para a Escola de Cego, mas também para o estado. É um momento esperado há muito tempo, não pela minha gestão, mas por gestões anteriores, só que nós não tínhamos ainda obtido a oportunidade nem de chegar perto de um governador”, opinou Maria Raimunda, animada com a nova parceria.

Contentes mesmo estavam os alunos, que participaram da cerimônia no Palácio dos Leões e sabem que, de agora em diante, uma nova etapa se iniciará na escola. É o que acredita o estudante Renato Ferreira, 30 anos. “É muito importante porque a gente já estava esperando isso há muito tempo e ninguém nunca tinha visto esse lado. Será de extrema importância para gente porque a escola precisa de professores e muitos outros investimentos. Vai incentivar outros alunos a virem do interior, inclusive eu vim do interior em busca de estudo”, pontuou o aluno, que é de Buriti Bravo.

Mariana Salgado
Publicidade

Publicidade