Mirador recebe curso de combate a incêndio

Publicidade
A Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais (Sema), em parceria com o Corpo de Bombeiros do Maranhão, realizou de 12 a 27 de setembro o Curso de Prevenção e Combate a Incêndio Florestal no Parque Estadual do Mirador, com o objetivo de formar profissionais especializados no combate aos incêndios florestais que ocorrem em todo o Maranhão, além de ações de sensibilização e educação ambiental com a comunidade residente no parque.

O curso acontece desde o mês de julho e teve a parte prática operacional durante 15 dias dentro do Parque, envolvendo o ensino de noções de prevenção e combate a incêndios com a comunidade residente no mesmo, por meio de técnicas de identificação das áreas de risco, uso racional do fogo, construção de aceiros e técnicas e materiais utilizados para a contenção e combate a incêndios. O curso abrangeu, ainda, modos de acampamento em área de selva, noções de busca terrestre, salvamento em terrenos acidentados, atendimento pré-hospitalar, noções de sobrevivência e orientação noturna.
Sema realiza ações de prevenção e combate a incêndios florestais no Parque Estadual do Mirador
Crianças aprendem a lição da preservação da reserva. Foto: Paula Lima
No último dia 23 também foram realizadas atividades lúdicas e de educação ambiental com o público infantil e ação social com a comunidade, onde foram ensinadas noções de higiene bucal, primeiros socorros, distribuição de cestas básicas, palestras e oficinas de educação ambiental para a comunidade local, oportunidade em que esta também compartilhou suas maiores necessidades e tirou dúvidas referentes a agricultura sustentável.

Para o Secretário de Estado de Meio Ambiente, Marcelo Coelho, ações como essas são de extrema importância. “Vamos dá uma atenção muito maior ao parque e à comunidade que nele vive. É preciso cuidado e atenção a esse bem que pode acabar e a comunidade deve estar presente e atenta a isso. É interesse do Governador intensificar ações como essa, dando, assim, apoio e um melhor acompanhamento aos moradores do Parque. Trataremos sobre a agricultura familiar, com técnicos da área, vamos fazer um estudo e verificar quais as alternativas de plantio, de subsistência, de criação de renda para eles”.

Ainda de acordo com o secretário, uma das graves perturbações ocorrentes no Parque Estadual do Mirador são os incêndios florestais provocados, que podem causar diversos impactos negativos com significativa perturbação à biodiversidade e interferência nos processos ambientais. “Isto afeta direta e indiretamente a qualidade de vida do homem e demais seres vivos que dependem sistematicamente destes atributos ambientais”, explicou Coelho.

O Tenente Arlindo Neto ressaltou a importância do treinamento do curso de prevenção e combate a incêndios florestais. “O treinamento além de capacitar os bombeiros, instruiu a comunidade a agir no caso das queimadas, realizando junto à SEMA palestras educativas com a comunidade para que esta auxilie na prevenção dos incêndios florestais e preservem o parque”, destacou ele.

De acordo com o morador Felix Pereira de Sousa a iniciativa foi “muito importante. Precisávamos dessas ações. Agora temos um governo que está dando importância para essa comunidade, que é carente. Isso é um avanço e uma motivação para os moradores. As famílias só têm a ganhar se continuar esse trabalho, essa preocupação”.

Amanda Carvalho
Publicidade